Dando asas à informação

10 fatos incríveis sobre o cérebro

Essa supermáquina humana nos separa de todos os outros animais. Conheça algumas curiosidades sobre tal órgão, você pode se surpreender!

1 – O cérebro não sente dor

Nós sentimos dor porque temos um receptor sensorial que envia sinais para a medula espinhal, para o cérebro nos alertar sobre algum perigo. Mas no próprio cérebro não há receptores de dor. É por isso que os cirurgiões podem realizar cirurgia no cérebro com um paciente acordado. Isso ajuda os médicos a garantir que o procedimento delicado não estrague, por exemplo, a visão ou o controle motor do paciente.

2 – Há 160.000 km de vasos sanguíneos no cérebro

Há também uma centena de bilhões de neurônios – mais do que em toda a galáxia – em uma massa mole do tamanho de um melão. Usando cerca de 17% da energia do seu corpo e 20% de seu oxigênio, enquanto representa apenas 2% de sua massa, o cérebro produz entre 10-23 watts de energia quando acordado – o suficiente para acender uma lâmpada. Feito de 75% de água e 60% de gordura, produz mais de 100 trilhões de sinapses que ligam os neurônios e comporta 1.000 terrabytes de informações. E o mito de que não usamos nossa capacidade cerebral total é mentira. Arrume outra desculpa!

3 – Salvaram o cérebro de Einstein

Quando Albert Einstein morreu em 1955, não apenas salvaram uma mecha de seu cabelo maluco branco, mas seu cérebro também. O Dr. Thomas Harvey realizou uma autópsia de seu cérebro sete horas e meia depois da morte do cientista, supostamente para a pesquisa científica. Em seguida, ele desapareceu. Não foi até 1978 que um jornalista chamado Steven Levy rastreou Dr. Harvey em Wichita, Kansas (EUA), onde o bom médico admitiu que ele ainda tinha o cérebro de Einstein, cortado em 240 pedaços e balançando em dois potes cheios de formol.

4 – O lado esquerdo e o lado direito

O cérebro é dividido em dois hemisférios simétricos. Enquanto eles trabalham juntos, o lado esquerdo do cérebro favorece o pensamento mais racional, analítico, enquanto o direito é mais visual e conceitualmente orientado. Eles também trabalham de forma “oposta”: você bate seu dedo do pé esquerdo e a dor é processada no lado direito. Eles também arrumam o que está de cabeça para baixo: a imagem em seus olhos é recebida invertida e o cérebro corrige. E se você perder metade de seu cérebro, você seria capaz de sobreviver sem ela. Não sei se muito bem…

5 – Tamanho não é documento

O cérebro do homem é 10% maior. Mas antes dos machos se gabarem, saibam que, embora o cérebro das mulheres seja menor, ele tem mais células nervosas e conectores e trabalha com mais eficiência. Também tende a processar mais no lado “emocional” do cérebro, enquanto os homens processam mais no “lógico”. Além disso, uma área conhecida como o giro reto, responsável por alguns traços femininos como cuidados maternais, é proporcionalmente maior nas mulheres.

6 – O cérebro é mais ativo quando dormimos

À noite é o momento certo para o seu cérebro processar toda a atividade que ocorreu durante o dia – é por isso que os cientistas pensam que nós sonhamos (ninguém sabe realmente o porquê). Alguns acreditam que é uma maneira de processar as complexas emoções e interações da nossa vida diária, outros acham que é apenas uma maneira de reinicializar e processar a informação, como um computador. Um estudo recente mostrou que sonhar pode nos ajudar a aliviar o trauma. As pessoas com QIs mais altos tendem a sonhar mais, e uma soneca durante o dia pode deixar as pessoas mais energizadas e focadas em seu trabalho. Diga isso ao seu chefe.

7 – “A Origem” é verdade

Existe algo chamado “sonho lúcido”, no qual uma pessoa pode controlar o resultado de um sonho, enquanto ainda está dormindo (num estado de sono REM). A prática tem suas raízes no antigo budismo tibetano, onde aspirantes praticavam “ioga dos sonhos”, lembrando-se da natureza ilusória da existência. O termo foi cunhado por Frederik (Willem) van Eeden na década de 1880, mas o conceito não se tornou famoso até final dos anos 1960.

8 – Porque rimos?

Ninguém sabe. O riso verdadeiro é involuntário. Só os seres humanos nascem com essa habilidade (a hiena não ri de verdade) e os bebês começam a rir com 4 meses de idade. E, enquanto o riso verdadeiro é contagioso, também não é facilmente falsificado. Mas por que nós rimos é difícil de saber. Não é por causa de piadas. Ao longo de um período de 10 anos, um médico estudou 2.000 situações que induziam o riso e descobriu que na maior parte do tempo, a gargalhada não era o resultado de uma piada.

9 – Tamanho não é documento 2

A pesquisa sobre o assunto do tamanho do cérebro e a inteligência não é conclusiva: o cérebro de Albert Einstein, por exemplo, tinha apenas 1.230 gramas, enquanto o cérebro masculino adulto médio pesa 1.400. Uma quantidade anormalmente grande de células é normalmente mencionada para explicar sua esperteza. Outro estudo mostra que quanto maior a cabeça de uma pessoa, mais inteligentes elas são, enquanto aqueles com cabeças mais “pontudas” mostram menos inteligência. Isso faz algum sentido?

10 – QI mais alto? Kim Ung-yong, com 210

Nascido em 8 de março de 1972, Kim Ung-yong entendia álgebra aos 8 meses de idade. Com 2 anos, ele era fluente em 4 idiomas. Começou a frequentar a universidade com 4 e se formou aos 15 anos. Ung-yong também é um talentoso pintor e poeta. Atualmente, vive na Coreia do Sul e, presumivelmente, tem tempo para fazer todas as coisas que ele nunca teve chance de fazer, como ter uma infância.[Oddee]

4 comentários

  1. TA TUDO BEM, MAS E AS LOIRAS?

    • Tamanho não é documento a cor também n ¬¬

  2. Kim Ung-yong nasceu em 1962!

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *