Dando asas à informação

8 maneiras de perder o peso ganho nas festas de fim de ano

Mal passam as festas de fim de ano, já começamos a pensar em perder os quilinhos a mais que ganhamos abusando na comilança para não passar o verão todo com uma barriguinha sobressalente.

Uma série de novas pesquisas descobriu maneiras de cortar 100 calorias ou mais de sua dieta por dia sem perder as coisas boas da vida. Embora não pareça muito, 100 calorias a menos por dia pode ajudar a cortar 4,5 quilos ou mais por ano, sem ter que por os pés em uma academia. Já é um começo, certo?
Confira:

1 – Apague as luzes

Um novo estudo da Universidade de Cornell (EUA) afirma que o segredo para comer menos e sentir-se mais satisfeito com o que você come pode ser tão simples quanto apagar as luzes. Os pesquisadores descobriram que as pessoas que comem uma refeição com iluminação suave consomem 175 calorias a menos do que aquelas que comem em lugares bem iluminados.

Os participantes do estudo que jantaram sob iluminação ambiente comeram 18% a menos que os demais e avaliaram a sua comida como “mais agradável”. Os cientistas pensam que isso é devido às luzes fluorescentes comumente encontradas em restaurantes de fast food, que criam uma necessidade psicológica de apressar as refeições e comer mais. Acender uma vela ou duas na hora do jantar pode ser útil, além de romântico.

2 – Beba em copos retos

Um estudo britânico descobriu que as pessoas consomem 60% menos álcool, refrigerantes açucarados e sucos se beberem em um copo reto, não curvo (ou com outros formatos não retos). Os pesquisadores especulam que as pessoas bebem mais rápido em copos curvos porque é mais difícil de dizer quando você já bebeu metade. Tomando mais rápido, você acaba também tomando mais, porque já pede outro drink.

Adote então o copo reto. Se você beber 60% menos do que normalmente beberia, perderia cerca de 67 calorias em um copo de suco de laranja, 48 calorias em um de chá gelado, 40 menos calorias em um de Chardonnay, e assim por diante…

3 – Durma bem

Vários estudos dizem que as pessoas sentem mais fome quando estão cansadas ou com sono. Um estudo da Clínica Mayo (EUA) mostra que dormir menos de seis horas e meia por noite pode levar ao consumo de até 500 calorias a mais em um dia.

A privação do sono pode aumentar os níveis de hormônios do apetite, como a grelina. Quando esses níveis aumentam, seu apetite também aumenta, o que pode fazer você comer centenas de calorias a mais do que se estivesse bem descansado.

4 – Não diga “não posso”

Não diga a si mesmo o que você não pode comer. Pesquisas mostram que as pessoas obtêm melhores resultados se pensarem no que podem comer ou no que não vão comer. “Não poder” soa mais como castigo do que como ser saudável, e cria um senso de autoprivação que acaba com a motivação. Por outro lado, lembrar-se de simplesmente “não” comer certos alimentos ajuda a sua força de vontade em direção a um estilo de vida saudável.

Quando pesquisadores dividiram pessoas em dois grupos, um “não pode comer” e outro “não coma”, 64% das pessoas no grupo “não coma” escolheram uma barra de cereais ao invés de um chocolate, contra 30% do outro grupo.

5 – Pense magro

Estudos mostram que a maneira como você pensa sobre seu corpo e sua dieta pode determinar seu sucesso em perder peso. Não importa se você se considera “gordinho” ou “muito gordo”, isso diminui suas chances de bater sua meta de perder peso, mesmo que você seja fisicamente ativo.

Durante um período de 10 anos, 59% das mulheres de um estudo que começaram com um índice médio de massa corporal de 20, mas que se achavam acima do peso, acabaram engordando e vendo seu IMC inchar a mais de 25. O ganho de peso provavelmente aconteceu por causa de uma “profecia autorrealizável”, segundo os pesquisadores. Eles explicam que a mentalidade é extremamente importante em perder (ou ganhar) peso. Então, o melhor é agir como se você já fosse aquilo que quer ser, de forma a realizar o que você já acredita. Isso se traduzirá em comer menos.

6 – Não olhe para comidas “gordas”

Para se manter em uma dieta saudável e evitar desejos de “porcarias”, um novo estudo diz que você não deve olhar para essas comidas gordurosas ou açucaradas, seja em foto, comerciais, ou ao vivo. Isso porque exames cerebrais mostraram que imagens de alimentos com alto teor calórico estimulam partes do cérebro que controlam a fome e o centro de recompensa.
O que você deve fazer quando os comerciais de TV piscam imagens de alimentos altamente calóricos? Mudar de canal ou desligar o televisor.

7 – Beba água

Pesquisadores da Universidade de Oregon (EUA) afirmam que a bebida que acompanha sua refeição pode influenciar as suas escolhas alimentares (na quantidade e na qualidade). No estudo, adultos que tomaram água eram mais propensos a comer legumes e vegetais e fazer outras escolhas alimentares saudáveis do que os que tomaram refrigerante. Além disso, os participantes nomearam a água como a melhor bebida para tomar junto com alimentos saudáveis e de baixa caloria, enquanto refrigerantes eram a bebida de escolha para acompanhar pizza ou batatas fritas. Pegue um copo de água, então, e espere que seu apetite siga o bom exemplo.

8 – Fantasie sobre um hambúrguer enorme

Fantasiar, pensar ou antecipar uma refeição pode realmente reduzir os níveis de grelina, o hormônio do apetite, em seu corpo. Em um estudo, cientistas descobriram que pensar sobre uma refeição antes de consumi-la ajudou as pessoas a comerem menos durante a verdadeira refeição. Pensar em comida não é “pensamento de gordo”; muito pelo contrário, pode ter um efeito positivo no controle da ingestão alimentar, pois leva as pessoas a sentirem-se cheias mais cedo, e sustentam essa satisfação para que não procurem outros lanches calóricos.[MSN]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *