Dando asas à informação

Um vírus que pode acabar com o acne

acne-500x384

Acnes são uma praga: pessoas com muita gordura na pele, ou que estão passando por uma fase de alterações ou distúrbios hormonais (como a adolescência ou uso de medicação) acabam apresentando um crescimento anormal da bactéria Propionibacterium acnes, que por sua vez alerta o sistema imunológico, causando uma inflamação local e uma – temida – espinha.

O tratamento para as acnes não mudou muito nos últimos anos, com antibióticos para controlar ou eliminar as bactérias, anti-inflamatórios para diminuir a reação imunológica, e um tratamento hormonal em alguns casos. O problema é que o tratamento com antibiótico pode fazer com que surjam cepas resistentes da P. acnes, e outros medicamentos podem ter efeitos colaterais.

A solução, segundo descoberta da Dra. Laura Marinelli, pesquisadora de pós-doutorado que trabalha com o Dr. Robert Modlin, da Escola de Medicina David Geffen, da Universidade da Califórnia em Los Angeles (EUA), e o Dr. Graham Hatfull, da Universidade de Pittsburgh (EUA), pode estar na própria pele. Ou, mais apropriadamente, em um vírus que vive na pele.

A ciência já documentou há algum tempo o relacionamento de presa e predador entre bactérias e um tipo de vírus que, por atacá-las, foi chamado de bacteriófago, ou só “fago”.

Pois bem, a bactéria P. acnes tem um fago associado, que parece atacá-la. É um tipo de “remédio mágico” sem contra-indicações, e que, por se tratar de um predador vivo, é capaz de evoluir também, caso a bactéria desenvolva uma resistência a ele.

acne-bacteriophage

Os testes em laboratório mostraram que o fago é capaz de matar a P. acnes, o que dá esperanças da criação de uma nova medicação contra acne, através do isolamento da sua proteína ativa.

O relatório da pesquisa foi publicado no dia 25 de setembro na edição online do periódico mBio®, publicado pela Sociedade Americana de Microbiologia.[Live Science, American Society for Microbiology]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *