Dando asas à informação

10 amizades animais improváveis

Thomas Hobbes uma vez disse: “a vida na natureza é uma guerra de todos contra todos – e é (em geral) desagradável, brutal e curta”. Sim, a competição entre os animais é o que impulsiona a evolução, e nunca vai deixar de existir. Mas eles não são apenas pequenos gladiadores pensando no próprio interesse: episódios de ajuda e amizade entre animais de espécies diferentes ocorrem, mesmo contra todas as leis da natureza.

Surpreendente? Não deveria ser. Há muito o que podemos aprender com nossos colegas, então, para inspirar um 2013 cheio de parcerias e colaboração, confira 10 amizades animais pouco prováveis:

1 – Gato e gorila

Koko, a gorila, é um dos primatas mais estudados da história, por sua notável capacidade de entender linguagem. Koko sabe se comunicar em língua de sinais americana, e já criou termos próprios para novos itens e ideias usando sinais que ela já sabia (chamando um anel de “pulseira de dedo”, por exemplo). Em 1984, Koko pediu a seus treinadores se ela podia ter um gato de estimação. Ela escolheu um gatinho cinzento e chamou-o de All Ball. Koko cuidou do gato como se fosse um bebê gorila, e parecia angustiada quando separada dele.

Quando All Ball foi morto por um carro, Koko chorou a morte do gato, sinalizando estar triste para descrever seus sentimentos. Desde então, ela já teve vários animais de estimação.

2 – Elefante e ovelha

Quando o elefante Themba era novo, sua mãe morreu. Ele foi encontrado e resgatado por guardas florestais na Reserva Shamwari, na África do Sul. Themba foi colocado em um local fechado para protegê-lo dos outros animais. Como elefantes são animais sociais, decidiu-se colocar uma ovelha chamada Albert ao seu lado, para oferecer companheirismo. No início, o elefante fez um jogo de perseguir a ovelha, mas os dois acabaram fazendo amizade e podiam ser vistos dormindo juntos de noite. Quando chegou a hora de preparar Themba para a liberação no meio selvagem, Albert foi retirado de sua companhia e Themba foi apresentado a animais mais típicos da África do Sul. Antes de Themba ser libertado, sucumbiu a uma doença do intestino. Albert permaneceu na reserva.

3 – Hipopótamo e tartaruga

Owen, o hipopótamo, foi separado de seus pais quando uma onda tsunami levou-o para longe. Depois de ser encontrado por guardas florestais, ele foi levado para um santuário animal em Mombassa, no Quênia. Os cuidadores de Owen decidiram que ele iria compartilhar um habitat com uma tartaruga macho de 100 anos de idade, chamada Mzee. Owen se comportou como se Mzee fosse sua mãe. O hipopótamo e a tartaruga tomavam banho e dormiam juntos, e Owen lambia seu rosto e tornava-se protetor se alguém se aproximava de Mzee. Hipopótamos geralmente permanecem com suas mães durante quatro anos, e Owen ficou com Mzee até 2007, quando foi apresentado a outros hipopótamos.

4 – Ganso e veado

Em 2011, no cemitério Forest Lawn, em Buffalo (EUA), uma parceria improvável surgiu entre um ganso e um veado. A gansa colocou seus ovos em uma urna e acomodou-se para incubá-los. O veado macho percebeu e começou a atuar como um guarda. Sempre que pessoas se aproximavam do ninho, ele se intercolocava protetoramente para afastar a ameaça. Este comportamento estranho continuou por três semanas até que os ovos chocaram. Assim que a gansa mãe começou a se movimentar com seus bebês, o veado se afastou, caminhando para a floresta.

5 – Lontra e labrador

Quando uma lontra do mar filhote foi encontrada abandonada em um local de construção no País de Gales, foi levada para uma reserva de vida selvagem para ser alimentada, tratada e devolvida para um ambiente seguro. Depois de alguns meses na reserva, os cuidadores decidiram que o filhote, chamado Geraint, precisava de um companheiro para gastar um pouco de sua imensa energia. Como lontras são curiosas e agitadas, os cuidadores acharam que o companheiro perfeito para o filhote seria um cachorro. Uma labradora de oito meses chamada Molly foi trazida, e os dois brincaram juntos enquanto a lontra aprendia a nadar.

6 – Gato e corvo

Um dia, em Massachusetts (EUA), um gatinho em estado de angústia chegou à propriedade da família Collito. No início, eles estavam preocupados de que o animal não sobreviveria. Mas o improvável aconteceu, e ele ganhou um estranho enfermeiro: um corvo, que trazia comida para gatinho para se alimentar, e o protegia. O corvo recebeu o nome de Moses (Moisés), e o gato de Cassie. Eles se tornaram sensações da internet quando os Collitos colocaram vídeos deles juntos no Youtube. Corvos são notoriamente inteligentes e gostam de interação social. A amizade incrível se transformou em um livro infantil.

7 – Tigre, leão e urso

Essa amizade inusitada entre um tigre, um leão e um urso surgiu depois que eles foram resgatados da casa de um traficante de drogas durante uma batida policial em Atlanta (EUA). Os filhotes foram transferidos para um santuário de animais e foram mantidos juntos apesar de todas as três espécies serem conhecidas por suas tendências agressivas. Agora adultos, eles ainda podem ser vistos brincando juntos e dormindo no mesmo abrigo de madeira.

Os animais foram mantidos pelo seu proprietário original como símbolos de status. Alguns especialistas estimam que existam mais de 5.000 tigres em mãos privadas nos EUA – mais do que no habitat selvagem.

8 – Capivara e cachorro

Capivaras são os maiores roedores do mundo, nativos da América do Sul. Em uma pousada turística no Peru, dois animais – uma capivara chamada Charlie e um cão chamado Pacho – foram resgatados na mesma época. A intenção dos seus salvadores era liberar Charlie, já que capivaras não fazem exatamente bons animais de estimação, mas ele continua voltando à pousada em busca de Pacho. Até hoje, os dois são companheiros inseparáveis. Se Charlie nada fundo quando os dois estão juntos, Pacho o salva. Em contrapartida, Charlie muitas vezes busca comida para compartilhar com Pacho.

9 – Orangotango e cachorro

Suryia, um orangotango, e Roscoe, um cão, foram criados juntos em santuário nos EUA. Os dois se conheceram quando Suryia avistou Roscoe vagando em um centro de animais. Os tratadores do orangotango decidiram adotar o cão, e permitiu-lhe passar o tempo com Suryia para dar ao primata uma companhia. Orangotangos são muito inteligentes, e gostam de interação social.

O orangotango leva o cão para passear ao redor do recinto, e nada com ele. Há também fotos do par passeando no lombo de um elefante, que também vive no santuário. Os dois se tornaram o tema de um livro que está sendo usado para arrecadar dinheiro para a sua casa compartilhada.

10 – Hamster e cobra

Em muitos países é ilegal alimentar vertebrados vivos para outros animais, o que não é o caso do Japão. Em um jardim zoológico de Tóquio, um hamster foi colocado no terrário de uma cobra chamada Aochan, que estava se recusando a comer ratos congelados. Esperava-se que Aochan comesse sua refeição preferida, mas, ao invés disso, ela deixou o hamster em paz. Ele não parece ter medo dela, e muitas vezes dorme em cima de Aochan.

A princípio, os guardas pensaram que pudesse haver algo de errado com a serpente, ou que ela iria comer o hamster a qualquer momento. Mas os dois permaneceram companheiros durante vários meses. Eles se tornaram uma atração no zoológico, e o roedor sortudo foi nomeado “Gohan”, que significa “refeição”.[Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *