Dando asas à informação

10 competições que você não acreditará que existem

Os seres humanos são, por natureza, animais competitivos. Para os vencedores, fica a glória e o orgulho de saber que são os melhores. No entanto, vai ser difícil entender porque cargas d’água alguém iria quer ser o melhor nas seguintes competições incomuns.

10 – Chute na canela

A antiga e nobre arte de chutar canelas tem sido praticada por crianças desde a aurora dos tempos. A partir do século 17, tornou-se um esporte mais brutal: foi incluída em um festival de jogos chamados “Olimpicks” realizada em Gloucestershire, Inglaterra. Dois homens se enfrentam e tentam derrubar o adversário em uma saraivada de chutes bem dirigidos. Os dois lutam com seus braços enquanto enfraquecem seu inimigo através de chutes na canela. O primeiro homem a cair depois de receber um chute é o perdedor. Em sua forma original, os competidores usavam botas com biqueiras de metal e a perda de sangue era quase inevitável. Felizmente, hoje em dia apenas sapatos macios são permitidos e os adversários devem encher as pernas da calça com palha para proteção.

9 – Naki sumo

Todo ano no Templo Sensoji, em Tóquio, um concurso é realizado entre bebês. Conhecido como “o concurso do bebê chorão”, é incomum principalmente porque choro não é geralmente associado com vitória. Dois lutadores de sumô recebem um bebê cada um. Então, eles tentam fazer o seu bebê chorar através de caretas. O vencedor, como julgado por um árbitro de sumô, é o bebê que chora primeiro ou mais alto. Os japoneses acreditam que a competição prevê boa saúde para o bebê que ganha, embora provavelmente traga azar para a mãe do bebê mais chorão do Japão.

8 – Comer insetos

Ao contrário dos dois primeiros concursos mencionados, este não é tradicional, mas mais um evento publicitário. Infelizmente, terminou mal para o vencedor. Realizada na loja Siegel Ben Reptile na Flórida (EUA), o concurso de comer insetos daria uma cobra píton ao vencedor. Os competidores comeram minhocas, larvas de escaravelhos e baratas. Pouco depois de vencer o concurso, Edward Archbold foi, talvez compreensivelmente, visto vomitando fora da loja. Um pouco mais tarde, porém, ele começou a sentir-se ainda mais mal e foi levado ao hospital, onde morreu. A causa da morte ainda é desconhecida, mas é possível que ele tenha sofrido uma reação alérgica rara a insetos. A cobra prêmio foi dada para a sua propriedade.

7 – Carregar esposa

Em Sonkajärvi ,na Finlândia, todo ano há uma competição para ver quem consegue carregar sua esposa sobre uma pista de obstáculos no menor tempo. Originalmente, o curso envolvia cercas de madeira e pedras como obstáculos. Agora, o participante simplesmente tem que percorrer um campo de 250 metros com um obstáculo de água no meio. O prêmio para o homem mais rápido é cerveja igual ao peso da esposa. Uma das regras para o concurso é que a mulher não deve ter menos que 49 kg, possivelmente porque seria um desperdício de prêmio dar tão pouca cerveja. A popularidade do concurso é tanta que já foi copiado nos EUA e na Ásia.

6 – Cão mais feio

A competição do cão mais feio do mundo é realizada anualmente em Petaluma, na Califórnia (EUA). É um evento de caridade que escolhe o mais feio dentre cães inscritos de todo o mundo. O vencedor recebe US$ 1.000 (cerca de R$ 2 mil) e várias guloseimas, bem como publicidade. Enquanto o racismo não é um fator em concursos de beleza humanos, há um certo nível de preconceito no mundo animal: a raça Chinese Crested é fortemente sobrerrepresentada nas fileiras dos vencedores anteriores do concurso. Olhando para a pequena inocente criatura, no entanto, talvez isso seja compreensível.

5 – Caçar queijo rolando

O “Cooper’s Hill Cheese-Rolling” é um evento realizado todos os anos em Gloucestershire, no qual os competidores se alinham no topo de um barranco no monte Cooper, um queijo redondo (o local Double Gloucester) é liberado e a multidão corre descendo a colina em sua perseguição. O objetivo é pegar o queijo, mas como ele não tem medo de quebrar ossos e atinge uma velocidade demasiada alta para ser apanhado, o vencedor é geralmente a primeira pessoa que cruza a linha de chegada. Ela, então, reivindica seu queijo e sobe a encosta. Nos últimos anos, tem havido preocupação com o número de acidentes envolvidos na competição, normalmente quedas, mas o evento é muito popular para acabar.

4 – Escolher os vovôs mais bonitos

O concurso Mister Idoso é feito no Brasil todos os anos, escolhendo o avô mais bonito. Todos os participantes devem ter mais de 60 anos. O concurso inclui várias rodadas, como dançar e sorrir. O objetivo da premiação é incentivar a saúde e atividade entre idosos. Há um equivalente feminino, o Miss Bela Idosa.

3 – Subir no pau de noz de areca

Em Bali, para comemorar o Dia da Independência da Indonésia, vários concursos são realizados. Um deles envolve subir em uma espécie de pau de sebo especialmente construído a partir de troncos da árvore de noz de areca. Prêmios são colocados ao longo do poste para que os concorrentes o reivindiquem, desde pequenas iguarias mais embaixo até bicicletas no topo. Para tornar a escalada mais difícil, os troncos são lubrificados. Como é quase impossível chegar ao topo sem ajuda, é permitida a formação de equipes de quatro pessoas. A estratégia mais comum é que uma pessoa suba no ombro da outra até que a quarta pessoa chegue ao principal prêmio.

2 – Nadar no pântano

O campeonato “Bog Snorkelling” acontece no País de Gales desde 1985. Nos pântanos de Waen Rhyd, competidores têm que atravessar submersos trincheiras úmidas cheia de água escura. A dificuldade maior é que braçadas normais não são permitidas. A maior parte da energia do nado deve vir de suas pernas (é permitido usar um pé de pato). A água dos pântanos é tão escura que concorrentes submersos ficam tão perdidos que tentam pegar o ar na direção errada.

1 – Carregar barris em fogo

A aldeia de Ottery St Mary, na Inglaterra, realiza uma competição para provar a ousadia, força e coragem de seus moradores todo ano, no dia 5 de novembro. Os competidores têm que carregar barris embebidos em piche por várias semanas. Eles são colocados nas costas dos participantes e incendiados. As pessoas, então, correm com o barril queimando tanto quanto puderem. O barril é repassado para outros corredores quando o primeiro transportador estiver muito cansado ou chamuscado para continuar. Vai assim até que o barril não possa mais ser carregado. Outro barril é então incendiado. Incrivelmente, a competição inclui categorias para crianças e mulheres.[Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *