Dando asas à informação

10 curiosidades que você deve saber

Essa lista traz 10 curiosidades e fatos interessantes escolhidos do “O Livro da Ignorância Geral”, escrito por John Lloyd. O cérebro humano é, de longe, o objeto mais complexo do cosmos. Existem mais conexões neurológicas dentro dele do que partículas carregadas positivamente em todo o universo. Com este espantoso nível de poder, devemos usá-lo, não? Exercite seu conhecimento com essa lista!

10 – Quantas esposas Henrique VIII teve?

Duas, não seis. O quarto casamento de Henrique com Ana foi anulado, já que nunca foi consumado. Em outras palavras, foi como se o casamento nunca tivesse acontecido. Ana também era prometida em casamento a Francisco, duque de Lorena, o que proibia outro casamento. Sobram 5 esposas. O segundo casamento de Henrique com Ana Bolena foi declarado ilegal pelo papa, porque o rei ainda era casado com sua primeira esposa, Catarina de Aragão. Henrique, como chefe da igreja da Inglaterra, declarou que seu primeiro casamento era inválido, alegando que um homem não pode dormir com a viúva de seu irmão. Ele fez o mesmo com sua quinta esposa, Catarina Howard, sobrando duas esposas.

9 – Qual é o maior organismo vivo?

O elefante? A baleia azul? O Tiranossauro Rex? Não. O maior organismo vivo é um cogumelo. E nem mesmo um raro. O Armillaria ostoyae ou cogumelo-do-mel é muito comum, e provavelmente existe em seu jardim. Claro, não do tamanho do maior exemplar já registrado, em Oregon, EUA. Ele abrange 2.200 acres (890 hectares) e tem entre 2.000 e 8.000 anos! A maior parte do organismo fica sob a terra. Seria assustador vê-lo inteiro, não?

8 – Por que camaleões mudam de cor?

Não é pra se camuflar, com certeza. Eles mudam de cor dependendo de uma série de estados emocionais. Eles mudam de cor quando ficam com medo, quando acasalam, quando combatem outro camaleão, etc. Camuflagem não é particularmente interessante para o camaleão, já que a sua principal presa, os insetos, tendem a ter visão incapaz de identificá-los normalmente, e camaleões não tendem a ter predadores naturais.

7 – Quantos estados da matéria existem?

Três, certo? Líquido, sólido e gasoso? Na verdade, é mais para 15. Embora a lista cresça quase que diariamente, alguns exemplos são: sólido, sólido amorfo, líquido, gasoso, plasma, superfluido, supersólido, matéria degenerada, matéria fortemente simétrica, matéria fracamente simétrica, plasma quark-glúon, condensado fermiônico, Bose-Einstein e “matéria estranha”. O mais interessante é, possivelmente, o condensado de Bose-Einstein, que ocorre quando você esfria uma substância específica abaixo do zero absoluto. Em uma proveta, à temperatura correta, ele vai subir as paredes do vidro. Alguns cientistas acreditam que esse comportamento é resultado do condensado tentando “reduzir sua própria energia”.

6 – Qual é o número do Diabo?

616. Por 2.000 anos, usamos 666 como o número do temido anti-Cristo, um número de azar para muitos (até mesmo o Parlamento Europeu deixa o assento número 666 vago). O número vem do livro do Apocalipse, último livro da Bíblia cristã. No entanto, em 2005, uma tradução da cópia mais antiga conhecida do livro do Apocalipse mostra claramente que o número é 616, não 666! A cópia de 1.700 anos de idade foi recuperada da cidade de Oxyrhynchus, no Egito, e decifrada por uma equipe de pesquisa da Universidade de Birmingham, Reino Unido, liderada pelo professor David Parker.

5 – Qual era a cor do céu na Grécia antiga?

Bronze! Não havia nenhuma palavra para o azul na língua grega antiga. As palavras próximas do azul – glaukos e kyanos – são mais expressões de intensidade relativa de luz do que descrições de cor. Assim, quando o grego se referia ao céu como “bronze”, isso significava que ele era deslumbrantemente brilhante, como o brilho de um escudo de bronze, ao invés de realmente cor de bronze.

Parece que os antigos gregos descreviam coisas baseadas em outras qualidades, por isso, quando uma palavra é usada, e que, para nós, parece indicar “amarelo” ou “verde”, na verdade significa apenas fluído, vivo e fresco, e por isso foi usada para descrever flores, sangue, mar e ovelhas. Curiosamente, na Rússia, há duas palavras para azul: goluboi e sinii, uma palavra referindo-se a azul claro e a outra a azul escuro, que para os russos são duas cores diferentes, e não tons da mesma cor. Muito parecido com outras culturas, que percebem o rosa como um tom de vermelho, ao invés de uma cor própria.

4 – Quantos sentidos nós temos?

Pelo menos, nove. Cinco todos nós conhecemos: visão, audição, olfato, paladar e tato, propostos por Aristóteles. Mas agora existem mais quatro que os cientistas concordam que são sentidos oficiais, que são: 1) Termocepção, a sensação de calor (ou sua ausência) na nossa pele; 2) Equílibriocepção, nosso senso de equilíbrio, que é determinado pelas cavidades cheias de líquido no ouvido interno; 3) Nocicepção, dor e 4) Propriocepção, ou “consciência corporal”. Este é o conhecimento consciente de partes do nosso corpo sem ter que olhar para elas, por exemplo, fechar os olhos e mexer seu dedão do pé, pois você ainda sabe onde ele está em relação ao resto do corpo. Alguns neurologistas também argumentam que há até mais do que 9. Fome? Ou sede? É certamente uma área confusa.

3 – Que forma que as pessoas medievais acreditavam que a Terra tinha?

A mesma que a gente. Desde o século IV a.C., quase ninguém, em qualquer lugar, acreditava que a Terra fosse plana. O equívoco de que as pessoas que ignoravam a forma da Terra vem do texto parcialmente ficcional “A Vida e Viagens de Cristóvão Colombo” (1828), que incorretamente afirmou que Colombo provou que a Terra era redonda. A verdade é que ninguém teria contestado a teoria. As evidências mostram que quase todas as culturas do mundo, através da matemática ou apenas da observação, haviam atestado a natureza esférica da Terra.

2 – Como uma mariposa reage a luz?

Elas não são atraídas por luz, mas desorientadas por ela. A razão é que as mariposas usam fontes de luz natural, ou seja, o sol e a lua, para navegar. Os insetos usam a localização da fonte de luz do sol para determinar em que direção devem ir e como voar em linha reta. Luz artificial confunde o inseto, fazendo-o pensar que está de alguma forma se movendo em uma trajetória curva, porque a direção da fonte de luz muda de repente. Para corrigir esta situação, elas tentam endireitar a sua trajetória, mas a fonte de luz está tão perto que a única maneira de fazer isso é voar em círculos.

1 – Qual o local mais seco da terra?

O deserto do Saara? Na verdade, é a Antártida. Algumas partes do continente não veem chuva por dois milhões de anos! Um deserto é tecnicamente definido como uma área de terra que recebe menos de 254 mm de chuva por ano. O Saara recebe 25 mm, e a Antártida fica em torno da mesma quantia, mas algumas áreas de lá não veem chuva há milênios, tornando-a o local mais seco da Terra. Além disso, a Antártida pode se inscrever também para o local mais “ventoso” do mundo, com ventos de até 320 quilômetros por hora, os mais rápidos já registrados.[Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *