Dando asas à informação

10 experiências latinas únicas

“Soy loco por ti America”… Ah, América Latina! Uma região linda do mundo, que, em 2008, abrangia 569 milhões de habitantes (devemos ser mais agora, não?).

É chamada de América Latina os países americanos onde são faladas primordialmente línguas românicas (derivadas do latim), em particular o espanhol, o português e, ocasionalmente, o francês.

Povo caliente que somos, a América Latina compreende quase toda a América do Sul e Central, com exceção de Guiana, Suriname e o centro-americano Belize, que são países de línguas germânicas. Também contamos com países compostos de ilhas e arquipélagos banhados pelo Mar do Caribe, como Cuba, Haiti e República Dominicana. Da América do Norte, apenas o México é considerado parte da América Latina.

Muitos brasileiros, quando pensam em viajar, tem a mania de querer visitar os EUA e a Europa. Mas tem muita, mas muita coisa boa por aqui mesmo, nessa região incrível do globo, inclusive bastante visitada e adorada por gente de toda parte do mundo. Então, confira essa lista com lugares e experiências latinas únicas e inspire-se para suas próximas férias!

10 – Chinatown / Cidade do Panamá, Panamá

A mais antiga Chinatown (distritos chineses existentes hoje em praticamente toda grande cidade do mundo – aqui no Brasil a cultura oriental se concentra no Bairro da Liberdade, em São Paulo) do hemisfério ocidental não fica em San Francisco ou Nova York (com Chinatowns bastante conhecidas).

Na verdade, cerca de 20% da população do Panamá é de herança chinesa. Localizado no distrito colonial San Felipe, na Cidade do Panamá, o “Barrio Chino” é o lar de uma variedade de restaurantes e mercados chineses. Pode não ser a maior Chinatown do mundo, mas é um lugar especialmente excêntrico e interessante. Comprar temperos exóticos em suas vielas e experimentar comidas diferentes são opções que fazem desse passeio um “must go”.

9 – Costa do Chocolate / Venezuela

Se você ama chocolate (o que é bem provável), considere uma estadia em uma plantação de cacau venezuelana. A Venezuela é muito conhecida pela qualidade de seu chocolate, e com razão. O cacau foi descoberto pelos americanos indígenas nesta região, perto do Orinoco e dos rios da Amazônia, milhares de anos atrás. Sacerdotes dominicanos introduziram a semente na costa caribenha em 1500, que floresceu desde então. Vá para a península de Paria, onde você vai encontrar um país verdejante, banhado pelo sol tropical com uma brisa fresca do mar, e várias plantações de cacau que oferecem passeios e hospedagem, para não mencionar um dos chocolates mais deliciosos do mundo!

8 – Nova Medellín / Colômbia

Medellín pode evocar lembranças das horrorosas guerras violentas de drogas. O traficante notório de cocaína Pablo Escobar gerou essa má impressão na cidade em 1991, por se estabelecer lá e causar mais de 6.000 assassinatos. Mas hoje a cidade está muito diferente. Medellín se tornou mais bonita e muito mais segura, situada entre montanhas escarpadas. Existem várias grandes universidades lá, o que significa que é perfeita para agito e jovens viajantes. Também possui passeios de bondinho com vistas espetaculares e museus como o Museo de Antioquia, que exibe obras do artista mais famoso de Medellín, Fernando Botero.

7 – Valle del Maipo / Chile

O Chile é conhecido por muitas coisas: deserto, estações de esqui, vinho. Todos valem grandes passeios. No caso do vinho, os vales férteis dos rios chilenos desfrutam do clima perfeito para a produção de uvas. Há muitos vales no centro do país, cada um com sua própria variedade especial de vinhos. O mais próximo e mais facilmente acessível a partir da capital Santiago é o Valle del Maipo. Este vale é mais conhecido por seus cabernets e merlots. A maioria, senão todos os vinhedos locais oferecem passeios. Alguns também oferecem acomodação, embora os preços sejam consideravelmente maiores nos mais luxuosos.

6 – Afro-equatoriana Esmeraldas / Equador

O Equador é um país pequeno, mas fascinante. Em menos de uma hora você pode voar das selvas da Amazônia ocidental, através da Cordilheira dos Andes, até às praias em grande parte intactas da costa do Pacífico. Na costa norte fica a cidade de Esmeraldas. É um lugar muitas vezes esquecido, mesmo por equatorianos. A maioria dos visitantes procura as cidades à beira-mar como Atacames, sem parar em Esmeraldas. A cidade é o epicentro do país, com uma vibrante comunidade afro-equatoriana. Andando por suas ruas, você poderia pensar que foi transportado para a África Ocidental. Poesia e dança são fundamentais na cidade, um tanto requintada e intensa. Comece uma conversa com os amigáveis habitantes locais e eles podem até mesmo convidá-lo para tomar uma cerveja e experimentar um prato de “Tapao”, comida afro-caribenha com um toque decididamente equatoriano. Esqueça o luxo, é claro. Mas a viagem vale a pena pela experiência única e especialmente gratificante.

5 – Na Trilha de Che Guevara / Bolívia

Muito antes de sua imagem enfeitar camisetas de jovens por toda parte, o argentino-cubano Che Guevara inspirou revoluções de esquerda na América Latina. Ele queria espalhar a revolução de Cuba a outros países latinos, e isso certamente não agradou ninguém (com dinheiro ou poder). Foi na Bolívia que Che foi perseguido e morto em 1967. Hoje, visitantes podem traçar sua rota final, através de um dos países mais bonitos do mundo. Comece na cidade de baixa altitude de Santa Cruz, onde Che passou em seu caminho para a capital de La Paz. De lá, vá até a cidade montanhosa de Samaipata, onde a guerrilha de Che uma vez atacou um posto militar. La Higuera é a aldeia pequena e remota onde ele foi finalmente capturado. Você pode visitar o cânion arborizado onde Che foi encurralado pelo exército boliviano, a escola onde ele morreu de seus ferimentos, e o pequeno hospital para onde seu corpo foi levado. Independentemente da sua opinião sobre o homem, é uma maneira maravilhosa de ver o país.

4 – A Cidade do Café / Esteli, Nicarágua

Duas horas ao norte da agitada capital da Nicarágua, Manágua, há uma pequena cidade nas montanhas que anteriormente foi foco de atividade de guerrilha durante a revolução sandinista. Esteli continua a ser uma cidade muito engajada politicamente, apesar de seu tamanho relativamente pequeno. Engolfada na paz e na tranquilidade das montanhas próximas, lá você não vai encontrar internet, caixas eletrônicos ou pousadas luxuosas, e nem precisa. Alguns dos melhores cafés do mundo vêm dessas montanhas, e é um lugar perfeito para fugir de tudo. Há uma série de pequenas plantações onde você pode ficar a um custo muito baixo, ou mesmo de graça, embora acomodações primitivas sejam esperadas. Andar a cavalo, caminhar nas montanhas, tirar uma soneca em uma rede, ver aves tropicais… Você não vai se arrepender.

3 – Inspiradora Havana de Hemingway / Cuba

Houve uma época em que um dos grandes nomes da literatura do século 20, Hemingway, andou pela Havana Velha, tendo passado mais de vinte anos em Cuba. Seus lugares preferidos desde então se tornaram marcos históricos conhecidos da cidade, que mudou muito pouco desde sua morte, em 1961. Seu quarto no Hotel Ambos Mundos foi preservado do modo que ele o deixou, inclusive com sua máquina de escrever. O bar La Floridita fica próximo, um lugar que o Papa uma vez descreveu como um antro de selvagens e bebedores de diferentes origens. A curta distância de carro da cidade fica sua antiga casa em Finca Vigia (hoje um museu), que já abrigou tanto Hemingway quanto seu verdadeiro zoológico de animais de estimação. E, claro, você tem que passar um tempo pescando se for para lá.

2 – Comer até morrer no México / México

O México é um país muito vasto, abrangendo diversas culturas e tradições culinárias. Você acha que gosta de comida mexicana? Infelizmente, a maioria dos restaurantes mexicanos fora do México oferece uma seleção muito limitada, normalmente encharcada de queijo e molho vermelho.

Vá para o Valle Central para uma experiência mais gratificante. Você pode começar na Cidade do México, considerada por muitos o principal destino para gastronomia na América do Norte, chegando até a cidade histórica de Puebla, famosa por “moles”, “en chiles nogales” e “tacos arabes”, e termine o seu passeio com refeições afro-caribenhas incríveis na cidade portuária de Veracruz, também lar de praias maravilhosas e arquitetura colonial charmosa.

1 – Aulas de tango / Buenos Aires, Argentina

Mesmo que a dança não seja seu forte, é difícil imaginar Buenos Aires sem pensar no tango. O tango se tornou popular na cidade pelos imigrantes italianos, franceses e espanhóis, e desde então se tornou um tesouro nacional. Buenos Aires está cheia de clubes onde os turistas podem ter aulas e assistir bailarinos profissionais. A melhor opção, no entanto, é cair nas “milongas”. Certifique-se de desfrutar de um jantar saudável antes para aguentar a noite. Os moradores que frequentam as milongas podem ensiná-lo a dançar, também. Os preços de aulas variam de acordo com a reputação dos instrutores.

Bônus: Carnaval brasileiro / Salvador, Brasil

Poucas imagens são tão icônicas do Brasil quanto à temporada de carnaval. Claro que nosso carnaval é tão diverso quanto o país em si: temos carnaval de rua, de salão, de desfile, etc. Olinda, Rio de Janeiro, São Paulo, Salvador… São todas boas opções para essa festa, de origem em rituais pagãos adaptados ao cristianismo: uma celebração do excesso antes da autonegação da quaresma. Salvador, com sua arquitetura colonial encantadora e forte influência africana, é a sede do maior carnaval do mundo. Em fevereiro, a cidade ganha vida com desfiles, música e dança: são dois milhões de foliões. Não é todo mundo que vai aguentar a barra pesada de passar pelo carnaval de Salvador, mas é, de fato, uma experiência latina única.[Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *