Dando asas à informação

10 fatos curiosos sobre o corpo humano

A verdadeira natureza do corpo humano ainda está sendo descoberta, e uma série de surpresas bizarras, descobertas estranhas e às vezes fatos assustadores surgem para aqueles que estudam essa máquina incrível. Confira 10 dos traços mais incríveis ou menos conhecidos do corpo humano:

10. Alergia pode proteger contra câncer

10
Alergias respiratórias, como a febre dos fenos, estão entre as piores alergias que se pode experimentar. Enquanto os alimentos que provocam alergias podem ser facilmente evitados e muitas exposições químicas podem ser reduzidas, evitar grama, pó, pólen, pode ser extremamente difícil. No entanto, pesquisas científicas indicam que pode haver um lado positivo para essas pessoas: a exposição a alérgenos parece mexer com seu sistema imunitário de tal modo que o risco de câncer é atenuado. Estudos preliminares sugerem reduções estatisticamente significativas na ocorrência de câncer entre humanos que sofrem de febre dos fenos, devido a um efeito de estimulação imunológica semelhante à inoculação.

9.Doença “beijoalmente” transmissível

9
Doenças sexualmente transmissíveis (DSTs) são um flagelo da sociedade moderna, deficiências originárias de educação comportamental, socioeconômica e médica. A sífilis é uma doença mutilante e fatal se não for tratada, que é frequentemente apontada como exemplo de DST. Cientistas pensam que se originou do antigo desvio humano com animais (eca!) ou de consumo inseguro. A sífilis é, no entanto, mais do que uma DST: também é transmissível através de um simples beijo. A infecção bacteriana se manifesta na forma de lesões orais, e até mesmo bolhas nas mãos e no rosto. A primeira manifestação durante a fase infecciosa é uma pequena dor de cancro na boca. Se o infectado beija outro ser humano, pode passar a doença.

8. Muito mais que seis sentidos

8
Seres humanos muitas vezes consideram a possibilidade de um sexto sentido. No entanto, nós possuímos muito mais do que cinco sentidos. A visão é na verdade uma combinação dos sentidos de luz e cor, enquanto a evidência mostra que seres humanos também partilham um pouco da capacidade das aves de detectar campos magnéticos. Além disso, temos a capacidade de detectar nossa posição relativa, o que é conhecido como propriocepção. A diversidade da experiência sensorial humana torna-se ainda mais complicada na condição conhecida como sinestesia, onde os sons podem ser associados com determinadas cores ou cores podem ser atribuídas a descrições de letras e palavras. Os sentidos humanos são surpreendentemente subjetivos e podem se tornar muito confusos conforme o cérebro interpreta dados brutos coletados através de nosso sistemas sensoriais.

7. Alergia à trabalho

7
Acusar alguém de ser “alérgico a trabalho” é geralmente uma ofensa. Mas para aqueles com anafilaxia induzida por exercício, ser alérgica a trabalhar não é brincadeira. Na verdade, é uma realidade incapacitante que, no pior dos casos, ameaça a vida da pessoa. Quem sofre da condição fica cheio de urticárias quando faz qualquer exercício. O mecanismo exato da reação é desconhecido, mas uma condição relacionada conhecida como urticária colinérgica provoca sintomas alérgicos após exposição ao calor. Pensa-se que a produção de produtos químicos e alterações no metabolismo associados com a fase de exercício causam a reação anafilática. Sem tratamento, as complicações podem levar a um choque potencialmente fatal.

6. Discrepâncias comuns e incomuns

6
Seres humanos, como muitos outros animais, exibem um surpreendente grau de simetria entre as partes do corpo. No entanto, um pequeno número de pessoas pode nascer com Heterochromia iridum, ou coloração dual de olho. Um olho pode ser azul e o outro marrom ou avelã. As causas dessa discrepância podem ser mutações genéticas. Embora a maioria das pessoas com esta “condição” nasce assim, já foram relatados casos raros de Heterochromia induzida por medicação. Outra discrepância humana, mais comum, é no tamanho dos seios. Mulheres tendem a ter mama esquerda ligeiramente maior do que a direita. Os tecidos de mama vestigiais em homens podem apresentar a mesma discrepância.

5. Herpes = cegueira

5
Nos países desenvolvidos, até 60% da população têm o vírus da herpes, responsável por aquela famosa lesão na pele ou na boca. Embora esta doença viral seja vista por muitas pessoas como apenas um incômodo, ela é potencialmente perigosa, e considerada uma das principais causas de cegueira no mundo. Herpes Simplex reside nos nervos faciais, e surge na pele causando lesões durante a fase ativa. No entanto, o vírus também pode habitar os nervos ópticos e trigêmeo. Durante a fase ativa, ele forma lesões na córnea do olho. Complicações podem levar à cegueira, formação de cicatrizes ou até mesmo necrose dos tecidos oculares.

4. Memória celular, o mistério

4
Modelos ocidentais tradicionais da psicologia e da fisiologia tendem a ver o cérebro como o centro da inteligência humana, onde são formados os pensamentos e as memórias são armazenadas. No entanto, inúmeros relatos de beneficiários de doação de órgãos que passaram por mudanças de personalidade despertaram o interesse de alguns pesquisadores que acreditam que as memórias e pensamentos novos do receptor do órgão se originaram a partir de uma consciência mais sistêmica – a memória celular. Casos em que as preferências alimentares e até mesmo a orientação sexual mudaram já foram relatados, e em um caso especialmente sinistro, o destinatário de um coração de uma vítima de assassinato levou a polícia ao assassino. Não se sabe se essas mudanças poderiam ser puramente resultado de estresse, ou se algo muito mais misterioso acontece quando humanos trocam partes de seus corpos.

3. Compensação natural

3
A percepção humana pode nos enganar: as coisas nem sempre são o que parecem. Quando você olha para um objeto, a imagem recebida na verdade aparece invertida na nossa retina. Nossos olhos de fato veem tudo de cabeça para baixo, mas, incrivelmente, o nosso cérebro compensa isso permitindo-nos perceber o mundo da “maneira correta”. A capacidade do cérebro de ser enganado, no entanto, revela o quão sujeitos estamos a manipulação. Em uma série de experimentos, voluntários usaram lentes para ver o mundo de cabeça para baixo. Esta inversão fez com que o cérebro dos indivíduos parasse de compensar a inversão da retina. Quando as lentes foram removidas, os participantes continuaram vendo tudo de cabeça para baixo durante um tempo.

2. Costela extra

2
Seres humanos são normalmente equipados com 24 costelas simétricas para proteger seus órgãos vitais. Cerca de 1 em cada 500 pessoas, porém, nasce com uma costela adicional que se estende do pescoço até parte do ombro. Em casos mais raros, pode-se ter um par extra. Essa condição pode interferir com o fornecimento de sangue para o braço, causando uma perda de impulso quando o braço é movido em certas direções. Acredita-se que essa costela extra esteja ligada com os genes que suprimem riscos de câncer, mas a natureza deste efeito é desconhecido. Em alguns casos, complicações incluem dormência, formigamento, frio nas mãos e uma sensação “saliente” no braço. Costelas adicionais são úteis em outros mamíferos, mas são vestigiais em seres humanos.

1. Nascer com dentes

1
Bebês humanos não são tão precoces quanto muitas outras espécies de mamíferos, como os ungulados, que nascem prontos para caminhar por conta própria. Dentes em humanos normalmente só começam a aparecer depois de 6 meses, mas em torno de 1 em cada 2.000 bebês nasce com dentes neonatais. Embora ligeiramente surpreendentes, recém-nascidos com dentes são frequentemente perfeitamente saudáveis, já que a condição não foi associada com mutações genéticas nocivas. No entanto, podem causar mordidas bastante dolorosas quando a criança mama – o que nem sempre ocorre, porque alguns perigos, como engasgamento, estão envolvidos. Normalmente, apenas um ou dois dentes aparecem no caso de desenvolvimento neonatal de dentição.[Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *