Dando asas à informação

10 fenômenos naturais incríveis

Muitos gostam de admirar o pôr do sol, procurar desenhos em nuvens, fazer trilha até uma cachoeira… Mas, no geral, toda a maravilha do mundo em torno de nós tende a passar despercebida – o que é uma vergonha, já que a natureza pode fazer as coisas mais impressionantes do universo. Confira:

10. Relâmpagos em vulcões

10

Se alguém lhe pedisse para citar as duas coisas mais legais que você pode ver na natureza, sua resposta provavelmente seria “vulcões e relâmpagos”. A natureza, constantemente à procura de novas maneiras de impressionar-nos, deu um jeito de juntar os dois fenômenos: sim, uma tempestade que ocorre no meio de uma erupção vulcânica. Os cientistas não sabem exatamente porque isso acontece, mas a teoria principal diz que quando um vulcão entra em erupção, projeta escombros carregados positivamente para a atmosfera. Eles, então, reagem com cargas negativas já presentes no ar, o que resulta em um raio e uma imagem muito legal.

9. Estalactites de gelo

9

Quando a superfície do mar congela, como em todos os polos norte e sul, força bolsões de água do mar especialmente frios e salgados a se reunir na parte debaixo do gelo. Esta mistura de solução salina é mais densa do que a água do mar abaixo dela, e como resultado tende a afundar-se lentamente. Porque está muito fria, a água mais fresca abaixo desses bolsões congela em torno deles enquanto eles caem, o que resulta em um pingente de gelo gigante debaixo da superfície. O nome técnico para esse fenômeno é estalactites de gelo.

8. Penitentes

8

Essa é outra formação de gelo legal, dessa vez no alto das montanhas. Estes campos de “cones” de gelo são chamados de penitentes, e cada fragmento individual pode ter até 4 metros de altura. Estas estruturas de neve são formadas em áreas de alta altitude com baixa umidade, como as geleiras da Cordilheira dos Andes. Se as condições forem adequadas, os raios do sol quentes podem realmente sublimá-las, o que significa que a água congelada vaporiza sem nunca se tornar líquida. Isto cria pequenas bolsas no gelo, que, graças a sua forma, acabam atraindo ainda mais calor. As pontas afiadas das penitentes são, então, apenas as partes do campo de neve que o sol não aniquilou total e absolutamente.

7. Super-células

7

Uma super-célula é basicamente uma versão mais forte de um tornado regular. Assim como os tornados, as super-células têm a tendência de girar bastante, mas também, e mais importante, elas criam tornados. São as mais perigosas dos quatro tipos principais de tempestade, além de serem as mais assustadoras. Felizmente, também são as mais raras e tendem a limitar-se a região central dos Estados Unidos durante a primavera.

6. Arco-íris de fogo

6

Essas ramificações coloridas podem ser vistas durante os verões em áreas de meia-latitude, como a maioria dos Estados Unidos. O fenômeno é um grande halo de luz refratada e, apesar de seu apelido, não tem nada a ver com fogo ou arco-íris. Ocorre apenas quando o sol está pelo menos 58 graus acima do horizonte, quando nuvens cirrus no céu são preenchidas com cristais de gelo. A refração da luz é sempre paralela ao horizonte e, porque os arcos são tão grandes, apenas seções deles são comumente vistas. É por isso que pode parecer que certas manchas de nuvem estão pegando fogo (ou organizando uma rave). O nome apropriado para esse espetáculo da natureza é arco circum-horizontal.

5. Cachorro do sol

5

Mais um fenômeno que tem a ver com cristais de gelo na atmosfera. Como o arco-íris de fogo, cachorros de sol são halos no céu que são resultado da refração da luz, embora, neste caso, pareçam realmente cercar o sol. Eles podem ser reconhecidos pelos dois pontos luminosos distintos em ambos os lados do halo. Se forem brilhantes o suficiente, pode até parecer que há três sóis no céu, lado a lado. A boa notícia é que isso acontece o tempo todo, em todo o mundo, então você será capaz de começar a vê-los, se prestar atenção (especialmente quando o sol estiver baixo no céu). Mas cuidado: olhar muito tempo para o astro rei pode cegar.

4. Trombas d’água

4

Trombas d’água são exatamente o que parecem: tornados que se formam sobre a água. Devido a isso, não representam uma ameaça grave, a menos que você esteja em um barco. E, se estiver, tenha cuidado, porque essas coisas podem atingir velocidades de até 305 km/h. Na verdade, tem sido especulado que muitos misteriosos naufrágios, tais como aqueles dentro do Triângulo das Bermudas, sejam simplesmente resultado da má sorte com esse fenômeno. Eles podem ocorrer em qualquer lugar sobre a água, mas são especialmente prevalentes em Florida Keys, onde pode haver 400 ou 500 trombas d’água por ano.

3. Rosquinhas de neve

3

A coisa mais fantástica sobre a neve é que ela pode criar donuts naturalmente. Estas formas raras são desenvolvidas apenas em condições de temperatura perfeitas: quando uma massa de neve ou cai ou é soprada pelo vento. Se ela consegue se embolar com outra massa de neve, e a gravidade ou o vento estiver a seu favor, a nova bola de neve vai rolar e as duas massas tendem a entrar em colapso para criar uma forma de rosca, que pode acabar com até 66 centímetros.

2. Colunas de basalto

2

Em algum ponto no tempo, o basalto olhou-se no espelho e percebeu que se quisesse ser notado, teria que melhorar suas habilidades. E, assim, muito parecido com a garota impopular que é secretamente linda quando tira os óculos, o basalto mostrou ao mundo o que é capaz de fazer, organizando-se em colunas. Na superfície, não parece tão impressionante (colunas não são tradicionalmente muito emocionantes). Mas, juntas, formam um espetáculo. As formações únicas são o resultado de fluxos de lava rachando conforme resfriavam, em uma direção perpendicular ao fluxo de origem. Colunas de basalto podem ser encontradas em todo o mundo.

1. Flores de geada

1

Flores de geada parecem flores feitas de gelo, mas, mais precisamente, são acúmulos de partículas de gelo ao redor da base de certas plantas e tipos de madeira. Quando a temperatura no exterior da planta está abaixo de zero e a temperatura dentro dela não, a água é puxada para a superfície por um processo semelhante à transpiração. Isso leva a uma corrente de gelo frágil que é empurrada para o exterior, o que acaba por formar uma “flor” delicada de gelo. [Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *