Dando asas à informação

10 histórias bizarras sobre pessoas famosas

Seus professores de História com certeza não tiveram tempo de te ensinar todos os detalhes divertidos, incríveis ou mesmo tristes que já aconteceram ao longo dos anos com pessoas hoje conhecidas por grandes feitos. Não tem problema; aqui você pode se atualizar:

10. Charles Dickens

10
Charles Dickens foi, provavelmente, um dos mais famosos escritores da era vitoriana, e qualquer coisa que se assemelhe a sua obra hoje recebe o título honroso de “Dickeniana”. Embora suas histórias costumem ter finais felizes, a sua própria história certamente não começou feliz. Dickens passou muito tempo na prisão “dos devedores”, porque o seu pobre pai não podia pagar suas dívidas e toda a família teve que se juntar a ele na prisão, uma prática bastante comum na Inglaterra vitoriana. Ele eventualmente trabalhou em uma fábrica para ajudar a pagar essas dívidas, e as péssimas condições de trabalho foram uma grande inspiração para sua obra. Quando adulto, ele pareceu se tornar um cara mais alegre, muitas vezes fazendo brincadeiras. Por exemplo, ele tinha uma estante com livros falsos que tinham títulos divertidos, como “Arquitetura de Noé” e um conjunto de nove volumes intitulado “Vidas de Gato”.

9. Albert Einstein

9
Einstein é o cientista excêntrico arquetípico. Embora definitivamente inteligente e aparentemente amigável, o gênio certamente guardou alguns esqueletos no armário. Em 1901, Einstein e sua primeira namorada, Mileva Maric, estavam de férias na Itália, quando Mileva engravidou e Einstein viu-se sem dinheiro para sustentá-la, bem como o novo bebê. A criança, Lieserl, nasceu em 1902 e desapareceu das cartas de Einstein para Mileva por volta de 1903. É desconhecido o que aconteceu com a criança, mas ela provavelmente morreu de escarlatina (doença infecciosa). Einstein deixou Mileva em 1912 (e se divorciou em 1919) e casou-se com sua prima Elsa Lowenthal. No segundo casamento, Einstein teve numerosas “escapadas” e continuou tendo casos até depois da morte de Elsa, em 1936.

8. Robert Louis Stevenson

8
Robert Louis Stevenson não é um nome familiar, mas você provavelmente o conhece pela sua famosa novela gótica “O médico e o monstro” (ou “O Estranho Caso de Dr. Jekyll e Mr. Hyde”, como no original em inglês). O que você provavelmente não sabe é que ele escreveu o romance sob o efeito de cocaína e, em seguida, deu-lhe para sua esposa revisá-lo. Depois que ela afirmou que o livro era uma alegoria e que ele deveria escrevê-lo como tal, Stevenson queimou toda a história para que pudesse se forçar a reescrevê-la de acordo com a opinião de sua esposa. Falando de sua esposa, Fanny Osbourne conheceu Robert Louis Stevenson enquanto estava em Paris. Eles se apaixonaram, e ela tornou-se sua musa. Quando Fanny teve que voltar para casa nos EUA, Stevenson economizou dinheiro por três anos para vê-la novamente. Isso que é um homem determinado.

7. Abraham Lincoln

7
Famoso por sua poderosa barba, Abraham Lincoln foi uma figura curiosa. Embora não tenha realmente nascido em uma cabana, ele teve uma infância relativamente difícil. Trabalho duro fez parte do seu regime diário na fronteira onde cresceu, e, com a idade de nove anos, perdeu a mãe. Como político, se tornou mais alto o presidente dos Estados Unidos, com orgulhosos 1,95 m. Mesmo depois que morreu, sua história não acabou bem. Em 1876, um grupo de falsificadores queria pedir resgate pelo corpo de Lincoln: US$ 200.000 em ouro (cerca de R$ 400 mil). Os bandidos foram presos e condenados a um ano de prisão.

6. Rei Jorge III do Reino Unido

6
Ele foi o rei da Inglaterra durante a guerra, certo? Só que ele era mais aloprado do que um esquilo. Acredita-se que começou a perder o juízo devido a envenenamento por arsênico, uma vez que a substância se espalhou como pó de fada por tudo no início do século 19, da medicina a cosméticos. Eventualmente confinado a uma camisa de força dentro de seu próprio palácio, ele morreu em 1820, cego e louco. Ele pode ter sido um tirano para os colonos americanos, mas ainda dá para sentir um pouco de pena do cara.

5. Napoleão Bonaparte

5
Quando pensamos em Napoleão, imaginamos um baixinho com um complexo eventualmente nomeado em homenagem a ele que tentou conquistar a Europa. Bem, ele não era de todo baixo. Napoleão tinha 1,74 m, o que era a média do homem francês em seu tempo. Sua infância foi lamentável e um seu pai morreu de câncer de estômago e deixou sua família sem dinheiro nenhum devido a seus vícios em jogos de azar. Ele foi muitas vezes ridicularizado na escola por ser “nerd” e ter sotaque corso, e ninguém poderia ter previsto sua ascensão ao poder. Estranhamente, Napoleão sofria de hemorroidas e há rumores de que a sua dor e doença o impediram de vencer a Batalha de Waterloo.

4. Theodore Roosevelt

4
A história de Theodore Roosevelt é a de uma grande personalidade privilegiada. Teddy nasceu na rica família Roosevelt, em Nova York, e era conhecido por ser doente, asmático, e (muito) hiperativo quando criança. Praticava boxe para combater a sua constituição fraca. Roosevelt teve uma lesão no olho esquerdo causada por boxe no exercício do seu mandato como presidente dos EUA. Fez muitas viagens à África e à América do Sul, onde caçava e estudava inúmeras espécies exóticas. Sua melhor história, talvez, diz respeito a um discurso feito em Milwaukee em 1912. Durante o discurso, um assassino atirou no peito de Roosevelt, mas a bala foi retardada por objetos como a caixa de seu óculos. Roosevelt prontamente disse à multidão que tinha acabado de ser baleado e insistiu em continuar dando o seu discurso, para só depois ir ao hospital retirar a bala. Bem jogado, Sr. Roosevelt.

3. Pedro, o Grande

3
Se esta fosse uma lista sobre monarcas estranhos, Pedro, o Grande estaria no topo. Ele foi o Czar da Rússia no século 18. Para modernizar seu país, decidiu fazer uma turnê na Europa Ocidental, fazendo o caminho de um comerciante comum para evitar ser descoberto. Logo voltou para a terra gelada com muitas maneiras de melhorar seu império. Pedro criou novas escolas, o poderoso porto de São Petersburgo, e ordenou que todos os homens russos raspassem a barba ou pagassem um imposto. Sim, você leu certo. Russos tinham barbas tão esdrúxulas que precisavam pagar para mantê-las. Ele também criou um museu de curiosidades que continha desde fetos deformados a partes de animais para dissipar a superstição em seu país. Isso que é curiosidade científica.

2. Charlie Chaplin

2
Sir Charles “Charlie” Chaplin é talvez mais conhecido por seus filmes de comédia, mas sua vida não foi exatamente engraçada. Os pais de Chaplin não eram bons exemplos: sua mãe teve dois filhos ilegítimos e seu pai deixou a família quando ele era jovem. Sua mãe acabou por morrer de problemas de fígado depois de se tornar psicótica devido a sífilis e desnutrição. Sua vida adulta não foi menos fascinante. Chaplin foi forçado a pagar pensão alimentícia para uma criança que não era dele. Apesar de um exame de sangue ter determinado que a criança não era sua filha, o juiz recusou-se a admitir o teste em tribunal, e fez Chaplin pagar uma quantia substancial a mulher que o acusou de engravidá-la. Em 1977, o corpo de Chaplin foi roubado para pedir resgate, mas foi recuperado cerca de dois meses mais tarde.

1. Richard Burton

1
Espião, explorador, soldado… Existem muitas palavras para descrever Sir Richard Burton e suas histórias são, talvez, as mais surpreendentes dessa lista. Em 1853, Burton convenceu a Sociedade Real Geográfica a lhe dar uma licença do exército para viajar a Meca e disfarçar-se de muçulmano, sendo até circuncisado para manter o disfarce, apenas para chegar até lá. Enquanto explorava a África, ele foi empalado por um dardo em uma incursão com um grupo de guerreiros somalis, mas escapou vivo. Ele falava mais de 30 línguas e dialetos diferentes e foi um diplomata mais tarde na vida. Parece provável que Sir Richard tenha levado muito contos para sua sepultura. [Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *