Dando asas à informação

10 Histórias malucas sobre comissários de voo

Quem não tem uma história de avião para contar? Se você voa com frequência, mas nunca lhe aconteceu nada, você é realmente muito sortudo. Principalmente em consideração com o que aconteceu com as pessoas de alguns desses 10 voos:

1 – O comissário de bordo que decidiu fazer um rap com a demonstração de segurança

Antes de decolar, os comissários de bordo são obrigados a dar a mesma demonstração de segurança (os procedimentos de segurança em caso de acidentes) do avião, o que pode ser irritante se você é uma pessoa que voa com frequência.

No quinto voo do dia, um comissário de voo cansado de sua própria demonstração de segurança resolveu fazer um rap com as informações, enquanto os passageiros forneciam a batida para a canção.

2 – A companhia aérea que contratou o primeiro comissário transexual

Em fevereiro de 2011, a companhia aérea tailandesa PC Air começou a recrutar mulheres transexuais como assistentes de voo, tornando-se a primeira companhia aérea baseada na Tailândia a fazê-lo.

A companhia recebeu mais de 100 pedidos de emprego de transexuais, dos quais contratou quatro para se juntar a sua equipe. As qualificações para os atendentes transexuais eram as mesmas que para as mulheres, que deveriam andar e falar de forma feminina.

De acordo com o anúncio de emprego da PC Air para os membros da tripulação, todos os candidatos precisam ser de nacionalidade tailandesa, ter um grau de Bacharel, ser capaz de nadar e ter excelentes habilidades de comunicação em inglês e tailandês.

3 – O homem que pediu sua namorada comissária de voo em casamento durante um voo

João Vieira queria pedir a sua namorada, a comissária portuguesa Vera Silva, em casamento de uma forma memorável. Assim, ele reservou um assento no voo em que ela estava trabalhando.

Com a ajuda do piloto e da tripulação de voo, ele conseguiu utilizar o microfone do avião para pedi-la em casamento. Depois de um momento, ela pegou um outro microfone e respondeu que sim.

4 – A comissária de voo que fez uma versão mixada de Kate Perry e Lady Gaga para dar a demonstração de segurança

Os comissários de bordo da companhia aérea Cebu Pacific Airlines remixaram Katy Perry e Lady Gaga em uma apresentação única das características de segurança de sua nave.

Candice Iyog, vice-presidente de marketing da Cebu Pacific Airlines, disse que a empresa sempre foi conhecida como uma companhia aérea divertida, e que eles queriam passar a mensagem aos seus clientes de que a segurança de um voo não tem que ser chata. “Esta foi uma experiência que esperamos repetir e também uma chance de mostrar o talento de alguns dos nossos funcionários”, disse.

5 – O proprietário bilionário de uma companhia aérea que teve de servir como comissário de bordo depois de perder uma aposta para o proprietário de uma empresa concorrente

Richard Branson teve que colocar uma roupa sexy da companhia AirAsia, um uniforme feminino de comissária de bordo, no dia 1 de maio de 2011 em um voo de 13 horas de Londres a Kuala Lumpur depois de perder uma aposta com o dono da AirAsia, Tony Fernandes.

Os dois haviam apostado qual equipe da Fórmula 1 Grand Prix acabaria em primeiro lugar no ranking em 2010, o Virgin Racing de Branson, ou Team Lotus de Fernandes. Quem perdesse teria que servir como uma comissária de bordo na companhia aérea do outro.

Branson também deveria raspar as pernas, pois a companhia de Fernandes não permite “aeromoças peludas”, mas foi autorizado a manter sua barba. Ele teve que servir refeições e bebidas para Tony Fernandes e 250 outros passageiros.

6 – O comissário de bordo que enfiou um bebê de 17 meses de idade no compartimento de bagagem

A companhia aérea Virgin Blue demitiu um comissário de bordo e ofereceu voos grátis a uma mãe furiosa depois que sua criança foi colocada em um daqueles armários de compartimento de bagagem acima dos assentos.

Natalie Williamson afirma que ela, seu filho Riley de 17 meses de idade, e seu ex-marido estavam em um voo de Fiji para Sydney, quando o comissário pegou Riley, colocou-o no armário e fechou a trava.

Virgin admitiu que o incidente ocorreu, mas afirma que o marido de Williamson estava em um jogo de esconde-esconde com Riley envolvendo o compartimento de bagagem, quando o comissário se juntou. É mole?

7 – O comissário que se demitiu no meio de um voo e usou a saída de emergência para sair do avião

Em agosto de 2010, Steven Slater, um comissário de bordo da companhia aérea JetBlue, entrou numa discussão com um passageiro durante o embarque em um aeroporto de Pittsburgh, EUA.

Cansado de seu trabalho, ele se demitiu, e usou a saída de emergência (um escorregador) para deixar o avião.

De acordo com testemunhas, ele pegou o interfone e disse: “Para o passageiro que me chamou de f**** da p***, f***-se você. Eu estou nesse trabalho há 20 anos. Cansei. É isso”.

Slater então ativou a saída de emergência e deslizou pelo escorregador inflável para o asfalto. Ainda embarcou em um trem para o terminal, tirando e jogando fora sua gravata, para o espanto de espectadores confusos. Slater foi posteriormente preso e acusado de negligência e conduta criminosa.

8 – O comissário de bordo que tem uma coleção de 1.760 colheres de 447 companhias aéreas

Dieter Kapsch coleciona colheres. O comissário acumulou sua coleção incomum a partir de 447 companhias aéreas. Explicando como seu hobby incomum começou, ele disse que a primeira colher que guardou o lembrava de um bom feriado.

Uma de suas mais antigas colheres é da Imperial Airways, uma companhia britânica que existiu de 1924 a 1939. Dieter também tem uma colher da China Clipper, dos anos 1930. “Meus amigos amam minha coleção e são muito solidários, sempre me dão colheres”, disse o austríaco de 38 anos de idade.

9 – A atendente mais velha do mundo que se aposentou após 60 anos de serviço

Em 2007, Iris Peterson, a primeira comissária de bordo da United Airlines, se aposentou após 60 anos de serviço. Iris começou sua carreira em 1946, quando as restrições de trabalho incluíam idade, etnia, gênero e peso.

Ela e seus colegas ajudaram a acabar com essas práticas discriminatórias, promovendo os direitos das mulheres e erradicando a discriminação de gênero. Iris esteve em várias posições de liderança, e muitas vezes representou seus colegas em queixas, questões de segurança, etc.

Em 1953, ela foi a primeira lobista oficial para Air Line Stewards e Stewardesses Association. Em 1968, mesmo ano em que as aeromoças ganharam o direito de continuar no trabalho se fossem casadas, Iris participou de planos de segurança para o primeiro avião jumbo.

Ela trabalhou com engenheiros de aeronaves e foi fundamental na conquista da aceitação de 17 itens de segurança, incluindo o alarme de evacuação, que é agora padrão em todo o mundo.

10 – A aeromoça que sobreviveu a uma queda 10.160 metros

Vesna Vulovic era uma comissária de bordo da companhia Jugoslava Airlines num voo de Estocolmo para Belgrado. Uma suposta bomba, plantada no compartimento de bagagem na frente do avião, explodiu a bordo quando a aeronave estava a 10.160 metros do chão.

Vulovic estava na cauda da nave e caiu para a terra. O avião acabou parando em uma ladeira de neve que cobria montanhas. Vesna foi a única sobrevivente entre os 28 passageiros e tripulantes.

Ela quebrou as duas pernas e ficou paralisada da cintura para baixo. Também ficou em coma por 27 dias. Sua recuperação levou 17 meses. Ela continuou a voar com Jugoslava Airlines por 20 anos.

Vesna detém o recorde mundial, de acordo com o Livro dos Recordes Guinness, por sobreviver a mais alta queda sem paraquedas: 10.160 metros.

Obs.: Nunca foi provado que o avião foi destruído por uma bomba. Em janeiro de 2009, foi proposta uma teoria da conspiração de que o avião foi atingido por acidente pela Força Aérea da Tchecoslováquia.[Oddee]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *