Dando asas à informação

10 passos simples para se desestressar

Hoje em dia, o estresse é parte da vida das pessoas graças ao nosso modelo atual de sociedade. Mas não precisa ser assim!

Seguindo 10 passos, que devem ser realizados em cada um dos próximos 10 dias, você pode aprender a ter uma vida tranquila.

Esses passos são baseados nas ideias encontradas no best-seller “Mindfulness: An Eight Week Plan for Finding Peace in a Frantic World” (em português, “Meditação Consciente: Um Plano de Oito Semanas para Encontrar a Paz em um Mundo Frenético”).

O livro usa um programa baseado na meditação mindfulness (“plenitude da mente”, ou “meditação consciente”) desenvolvida na Universidade de Oxford, no Reino Unido, para aliviar a ansiedade, o estresse, a exaustão e a depressão. A meditação provou ser pelo menos tão eficaz quanto medicação ou aconselhamento para lidar com estas condições.

Essa meditação é sobre prestar atenção a tudo a seu redor. A meditação típica envolve prestar a atenção à respiração à medida que flui para dentro e para fora do corpo. Focar a respiração desta forma permite que você observe seus pensamentos à medida que eles surgem em sua mente e, pouco a pouco, deixe de lutar com eles.

Você alcança uma compreensão profunda de que pensamentos e sentimentos (incluindo os negativos) são transitórios. Finalmente, você tem uma escolha – se age ou não sobre eles.

Meditação com consciência é a observação sem críticas, é ser compassivo com você mesmo. Quando estiver infeliz ou estressado, ao invés de levar isso para o pessoal, você aprende a tratar a situação como se fosse uma nuvem negra no céu, e observá-la com uma curiosidade amigável, uma vez que vai passar mesmo.

Estudos científicos demonstram que a atenção plena não só previne a depressão, mas também afeta positivamente os padrões cerebrais de ansiedade, estresse e irritabilidade. Quando estes pensamentos negativos surgem, eles se dissolvem com mais facilidade.

Outros estudos têm mostrado que pessoas que meditam regularmente precisam ir menos ao médico. A memória melhora, a criatividade aumenta e o tempo de reação fica mais rápido. Conheça 10 maneiras de diminuir o estresse e aumentar a meditação consciente em sua vida:

Dia 1: Coma chocolate

É fácil comer muito chocolate e outras comidas gordurosas que servem como “conforto” para os problemas do dia-a-dia. No início, todos os alimentos cheios de sabor e totalmente irresistíveis são seus alvos, mas, depois de um tempo, você dificilmente nota sequer um sabor naquilo. Aliás, se você comer por costume ou com pressa, tende a comer mais que o necessário e nem se satisfazer.

Para não perder tantos sabores maravilhosos, texturas e aromas, aprenda a comer com gosto de novo. Uma única barra de chocolate, por exemplo, tem mais de 300 sabores. Se reconectar com os seus sentidos é o coração da meditação consciente, então por que não usar o chocolate para ajudá-lo a apreciar a sua comida de novo?

Dia 2: Faça uma curta caminhada

Caminhar é um dos melhores exercícios para diminuir estresse. Uma boa caminhada pode colocar o mundo em perspectiva e acalmar nervos desgastados. É a maneira ideal de fazer uma pausa.

Então, hoje, por que não andar 15, ou 30 minutos a pé? Não precisa ir a nenhum lugar especial. Não tenha pressa. Ande conscientemente, focando sua atenção em seus pés à medida que pisam no chão. Sinta os movimentos fluidos de todos os músculos e tendões dos seus pés e pernas.

Preste atenção a todas as paisagens, sons e cheiros; sinta a brisa em seu rosto, observe como os padrões de luz e sombra mudam inesperadamente, etc.

Dia 3: Faça uma meditação de três minutos

Quando você está ficando nervoso, exausto, ansioso ou estressado, é difícil lembrar por que você deve manter a calma.

Uma meditação de três minutos foi criada para lidar com tais sentimentos. Você não precisa fazer a exata meditação descrita no livro, apenas tirar três minutos do seu dia para respirar com calma e meditar.

Assim, você pode dissolver padrões de pensamentos negativos antes de reganhar o controle sobre sua vida. Uma meditação de emergência pode lhe ajudar a centrar-se, quando os seus pensamentos ameaçam sair do controle.

Dia 4: Faça algo prazeroso

Estresse, exaustão e infelicidade podem facilmente dominá-lo. Logo, você não consegue encontrar prazer na vida.

O certo, para superar momentos difíceis, é tomar pequenos passos em direção às coisas que você gostava de fazer. Por exemplo, seja gentil com seu corpo. Tome um banho quente, tire um cochilo, coma o que você mais gosta.

E faça algo que você gosta. Visite ou telefone para um amigo, faça o seu passatempo favorito, leia algo que lhe dá prazer, ouça alguma música que você não ouvia há muito tempo.

Dia 5: Faça uma “meditação da linha intensamente frustrante”

Às vezes a vida pode parecer uma linha de enorme comprimento. Você tem de fazer fila para comprar gás, para pagar a comida no supermercado e todos os bares e restaurantes ficam lotados com filas enormes para entrar, para pagar…

Da próxima vez que você sentir vontade de gritar “por que essa fila não anda?”, tente realizar a “meditação da linha intensamente frustrante” no lugar.

Tome um momento para perguntar-se: “o que está passando na minha mente?”, “quais sensações estão no meu corpo?”, “de quais emoções e impulsos estou ciente?”.

A meditação envolve algumas experiências desagradáveis. No entanto, lhe ajuda a separar os dois tipos principais de sofrimento – o primário e o secundário.

O sofrimento primário, principal, é o estressor inicial, tais como a frustração de estar em uma fila longa.
Você pode reconhecer que isso não é agradável. O sofrimento secundário é toda a turbulência emocional que segue esse momento desagradável, como raiva e frustração, bem como qualquer pensamento que segue esses sentimentos, e que muitas vezes surgem em conjunto. Veja se você pode separar isso claramente, se é possível permitir que a frustração de estar na fila não se torne um sofrimento de verdade para você.

Dia 6: Crie uma “campainha” de meditação consciente

Escolha algumas atividades comuns da vida diária que você pode transformar em “campainhas de meditação”, isto é, lembretes para que você pare e preste atenção às coisas com grande detalhe.

Confira uma lista abaixo de sugestões de coisas para transformar em “campainhas”. Você não tem que transformá-las todas:

– Preparar alimentos: alimentos oferecem uma série de oportunidades para se tornar mais consciente. Se você for preparar a comida, especialmente uma rica em sabores, cheiros e texturas, preste atenção em tudo o que está fazendo.

– Lavar a louça: essa é uma grande oportunidade para explorar as sensações físicas. Se você normalmente usa uma máquina de lavar louça, lave a mão. Quando sua mente vaguear, traga-a de volta ao momento presente. Preste atenção à textura dos pratos, a temperatura da água, o cheiro do detergente, etc.

– Ouvir amigos: se você está planejando receber um amigo, ou esbarrar em um de uma forma inesperada, é fácil cair no mesmo papo toda vez. Então por que não transformar a voz de um amigo em uma “campainha”, um sinal para prestar total atenção ao que eles estão dizendo? Quando você começar a pensar em outra coisa, volte a sua atenção a ele novamente, pense no que você vai responder, etc.

Dia 7: Pense em 10 coisas pelas quais você é grato

Para chegar a uma apreciação positiva das pequenas coisas em sua vida, você pode tentar o exercício da gratidão.

Simplesmente tente dizer, uma vez por dia, 10 coisas pelas quais você é grato. É importante pensar em 10 coisas, mesmo quando isso for se tornando difícil depois de três ou quatro. É para isso que serve o exercício – intencionalmente trazer à consciência pequenas coisas que você não percebe o quanto são importantes.

Dia 8: Faça a meditação de sons e pensamentos

Os sons são tão convincentes quanto os pensamentos, muito imateriais e abertos à interpretação.

Certas músicas podem animá-lo, ou piorá-lo. Sentir o poder do som – e sua relação com os pensamentos e emoções – é central para a consciência.

Por que não tentar uma meditação com sons e pensamentos? Você vai perceber que a mente evoca pensamentos que podem facilmente nos desviar do caminho. Esta meditação gradualmente revela as semelhanças entre o som e o pensamento. Ambos aparecem como que do nada, e nós não temos controle sobre seu surgimento. Eles podem facilmente desencadear fortes emoções, e se soubermos controlá-las, melhor pra gente.

Dia 9: Recupere sua vida

Volte a um tempo em sua vida quando as coisas pareciam menos frenéticas. Lembre-se com detalhe de como você fazia algumas atividades e tinha tempo para elas.

Essas podem ser coisas que você fez por si mesmo (ler suas revistas favoritas, sair para caminhadas ou passeios de bicicleta) ou em conjunto com os amigos ou a família (jogar jogos de tabuleiro ou ir ao o teatro).

Escolha uma destas atividades e faça-a hoje ou durante este fim de semana. Pode demorar cinco minutos ou cinco horas, pode ser importante ou trivial, pode envolver outras pessoas ou pode ser só você mesmo.

É importante ficar novamente em contato com uma parte de sua vida que você tinha esquecido. Não espere até você sentir vontade de fazê-lo, faça-o de qualquer maneira e veja o que acontece. É hora de recuperar sua vida!

Dia 10: Vá ao cinema

Peça a um amigo ou membro da família para ir com você ao cinema – mas desta vez, com uma diferença. Vá em um horário definido e escolha o filme somente quando você chegar lá. Muitas vezes, o que nos faz mais felizes na vida é o inesperado – o encontro fortuito ou o evento imprevisto. Os filmes são ótimos para isso.

Antes de ir, observe todos os pensamentos que podem surgir, tais como “e se não tiver nada que eu vou gostar?”.

Essas coisas minam seu entusiasmo e desencorajam a sua intenção de fazer algo que possa alimentar a sua vida em aspectos importantes. Uma vez que você está dentro do cinema, esqueça tudo isso e se divirta.[CNN]

2 comentários

  1. Se tirasse essa barulhada toda do dia a dia, transito, carro de som, obras e outra barulheiras mais garanteo que desestressaria bastante……

  2. Saõ dicas interessantes e valiosas. E´necessário experimentá-las mais de uma vez para perceber os resultados. com treinamento pode-se conseguir silêncio interior independente da barulheira do ambiente. é fantástico

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *