Dando asas à informação

10 possíveis (e insanos) usos para aparelhos com controle remoto

A ideia de controlar aparelhos a distância pode ir muito além de trazer conforto para os mais preguiçosos. Confira a seguir 10 usos (não necessariamente “bem intencionados”) para aparelhos controlados remotamente:

10 – Tráfico de drogas

10

A primeira sugestão que aparece na lista é, talvez, a mais controversa: capaz de carregar cerca de 225g de “bagagem” e de voar por cerca de 20 minutos, um aeromodelo elétrico pode ser uma alternativa discreta para enviar carregamentos ilegais. Custo aproximado: R$ 800 (aeromodelo) + R$ 400 (câmera).

9 – Detonador de minas

9

Em muitos países há minas implantadas em estradas, esperando que algum motorista desavisado passe por elas. Em regiões de maior risco, um veículo remoto (suficientemente pesado para detonar uma armadilha) poderia servir de “batedor”, ficando a uma distância segura do carro principal e sob o controle de um passageiro. Custo aproximado: R$ 400 (aparelho de controle remoto) + R$ 100 (receptor).

8 – Patrulha policial aérea

Alugar helicópteros para missões de reconhecimento pode ser caro (às vezes chega a custar R$ 1 mil por hora) e para algumas ocasiões há uma alternativa mais em conta: um planador controlado remotamente, com 2h de autonomia de voo, capacidade de voar a 1,5km do chão e equipado com uma câmera. Além de mais barato, é mais discreto (especialmente se for pintado de modo a se camuflar no céu) e mais seguro, já que não coloca um piloto em risco. Custo aproximado: R$ 400 (aeromodelo).

7 – Mini-kamikaze

No lugar de pilotos dispostos a morrer por uma causa, um pequeno jato carregado de explosivos e operado por rádio controle pode ser usado para atacar um inimigo, ou, pelo menos, causar uma distração enquanto uma equipe policial se aproxima para surpreendê-lo. Custo aproximado: R$ 1,2 mil (aeromodelo).

6 – Monstro marinho falso

8

Que tal criar seu próprio “Monstro do Lago Ness” usando um mini submarino – ornamentado com uma cabeça e uma cauda do monstro? Menor do que o veículo verdadeiro, esse aparelho seria muito mais fácil de esconder após uma aparição, que certamente chocaria os mais crédulos. Custo aproximado: R$ 600 (mini submarino).

5 – Filmagem

5

Um aeromodelo equipado com uma câmera e controlado por alguém habilidoso poderia ajudar a filmar cenas que, de outra maneira, iriam produzir um rombo orçamentário (imagens aéreas, simulações de voos e de queda de avião em filmes hollywodianos, por exemplo). Custo aproximado: R$ 1,4 mil (aeromodelo).

4 – Mensageiro

4

Imagine a cena: seu amigo está cortando a grama do quintal quando, de repente, uma pequena máquina voadora se aproxima e deixa cair um pacote, antes de sair de cena sem qualquer explicação. Talvez o amigo não tivesse coragem de abrir o pacote, mas certamente ficaria intrigado com o estranho acontecimento alienígena. Custo aproximado para tal brincadeira: R$ 600.

3 – Interceptador não letal de barcos

3

Um mini submarino não precisa necessariamente ser usado apenas para se divertir: devidamente equipado, um instrumento como esse pode perfurar botes e barcos usados por fugitivos, evitando ações violentas e dando tempo para a polícia capturá-los. Custo aproximado: R$ 800 (mini submarino) + de R$ 8 mil a R$ 12 mil (acessórios como câmera, reforço e ponta de perfuração).

2 – Veículo policial

2

Procurar bandidos em construções é uma tarefa extremamente arriscada e, quanto menos os policiais forem expostos, melhor. Assim, um pequeno veículo controlado por rádio e equipado com câmera e transmissor de voz pode evitar derramamento de sangue durante uma operação – mesmo que os bandidos não se intimidem com um carrinho, a ideia de que ele pode muito bem carregar uma bomba deve deixá-los mais abertos a negociações. Custo aproximado: R$ 600 (mini carro).

1 – Detonador de bombas

1

Diante de uma ameaça de bomba, normalmente é enviada uma equipe de especialistas (ou, se o orçamento permitir, um robô controlado a distância) para investigar e desarmar o dispositivo. Para não colocar em risco a vida da equipe e, ainda por cima, economizar recursos, um pequeno helicóptero equipado com uma garra pode transportar a suposta bomba até um local seguro, previamente evacuado, onde uma eventual explosão não seria tão perigosa. Custo aproximado: de R$ 1 mil a R$ 2 mil (mini helicóptero).[Listverse]

Obs.: Os custos mostrados na matéria foram aproximados do dólar para o real conforme o câmbio atual.

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *