Dando asas à informação

10 recordes mundiais perigosamente estúpidos

Atenção: conteúdo gráfico pode ser perturbador.

Recordes mundiais nos inspiram a se esforçar mais, ir além. No entanto, nos últimos anos, alguns se tornaram verdadeiros shows de horrores, registros que poucas pessoas se lembram, talentos que não têm relação séria com o avanço de qualquer aspecto da nossa cultura. Confira alguns desses recordes estúpidos e perigosos (em nenhuma ordem em particular):

1 – Mais cobras postas na boca

Jackie Bibby tem esse recorde mundial desde 2009, tendo colocado 11 cobras cascavéis adultas na boca, segurando-as por suas caudas com chocalhos por 10 segundos. Ele não foi mordido.

O risco envolvido é óbvio. Cobras não se importam se você está quebrando um recorde ou não. Mais cedo ou mais tarde, algum idiota vai tentar isso com mambas negras, apenas porque elas são notoriamente mortais. Você pode treinar quase qualquer animal a ser um pouco mais manso do que seria em estado selvagem, mas você nunca deve esquecer que ainda é um animal selvagem e imprevisível, que pode lhe atacar.

2 – Maior avião comido

Este é também um recorde mundial para o único avião comido. Michel Lotito é uma lenda no reino dos recordes estranhos. Ele foi capaz de mastigar e comer quase tudo no mundo. Demonstrou sua habilidade de mastigar lâmpadas, lâminas de barbear, garrafas de vidro, e muitos outros objetos afiados e não nutritivos. Ele ainda tinha que comer comida normal para sobreviver, e seu hobby acabava com seus dentes, mas ele se recusou a parar. Ele nasceu com um estômago mais de duas vezes mais espesso que o normal, e é por isso que não morreu de peritonite enquanto fazia seus “truques”.

Seu feito mais famoso ocorreu na década de 1990, quando ele passou dois anos comendo um Cessna 150. O avião foi destruído e desmontado, mas ele mordeu a maior parte das peças de vidro diretamente do veículo, mastigando e engolindo-as. Ele comeu até o motor, os assentos estofados em couro e os pneus. Ele morreu de “causas naturais” em 2007, aos 57 anos de idade. Talvez ninguém se atreva a tentar comer um avião maior, mas há uma abundância de tolos que pensam que podem mastigar uma lâmina de barbear e engoli-la sem danos.

3 – Jogado mais longe em um acidente de trânsito

Este recorde é culpa do Livro Guinness World Records e do Dr. Eric Brader, já que o Matthew McKnight provavelmente teria escolhido não se envolver nesse registro, se pudesse.

McKnight foi atingido por um carro que viajava a 112 quilômetros por hora na noite de 26 de outubro de 2001, na Pensilvânia (EUA). Ele tinha saído de sua ambulância para ajudar as vítimas de outro acidente na rodovia Interstate 376, no auge de uma curva acentuada, quando outro motorista fez a curva muito depressa, e não conseguiu parar rápido o suficiente. McKnight foi atingido no seu lado esquerdo e atirado sobre a rodovia, passando por outra estrada e uma cerca de arame antes de pousar como uma boneca de pano em um milharal recém-arado. O impacto quebrou sua pélvis, cóccix, e perna esquerda, e o pouso quebrou seu ombro direito, deslocando ambos os ombros. Ele passou duas semanas na UTI e 80 dias na reabilitação, durante os quais o Dr. Brader, um médico da emergência, levou-o a assinar a papelada do recorde mundial, atestando ter sido encontrado 35,97 metros de distância do ponto de impacto.

4 –Mais fogos de artifícios acesos presos ao corpo

Todd DeFazio gosta de definir e quebrar recordes mundiais, e está determinado a definir e/ou quebrar mais do que ninguém, o que seria outro recorde (que não pode ser confiavelmente comprovado). Sua exibição mais idiota ocorreu em 6 de julho de 2010, quando colocou foguetes e fogos artificiais, 15 no total, em torno de suas pernas, peito e cabeça, e acendeu todos de uma só vez.

Os fogos de artifício eram de baixa potência, e ele não perdeu membros, nem sofreu quaisquer queimaduras. Mas este não é um recorde difícil de se tentar, já que toneladas de imbecis todos os anos em torno do Natal, Ano Novo, etc, ficam bêbados e tentam se agarrar em fogos de artifício. Estes ainda são fabricados com potência suficiente para explodir um dedo, ou pelo menos causar queimaduras de 2º e 3º grau, então é apenas uma questão de tempo antes que alguém tente quebrar o recorde de DeFazio com fogos de artifício mais potentes.

5 – Mais peso ganho em menos tempo

Este registro imbecil atualmente pertence à Donna Simpson, de Nova Jersey, EUA. Ela pesava 273,5 kg em 2010, quando montou um site onde as pessoas podiam pagar para assisti-la comer porcarias. Ela estava determinada a quebrar o recorde de mulher mais pesada do mundo dentro de 2 anos, e começou a comer 20 mil calorias por dia, se mexendo o menos possível. Seu jantar de Natal em 2010 tinha 30.000 calorias, incluindo 2 perus inteiros. Ela objetivava o peso de 453 kg, e suas contas de mercado semanais variavam de U$ 580 a U$ 750 (mais de R$ 1000 a R$ 1500). Porém, desistiu desse recorde em 2011 (provavelmente por razões financeiras), e começou uma dieta para não morrer antes de criar seus filhos. Não há necessidade de explicar por que quebrar seu recorde é uma má ideia.

6 – Mais peso perdido em menos tempo

Perder peso, de preferência rápido, é algo que todos nós gostaríamos de fazer, e é definitivamente uma decisão saudável – mas você não deve tentar estabelecer um recorde de velocidade no processo. Rosalie Bradford é lendária por sua perda de peso de 415 quilos em menos de 3 anos. Ela perdeu os primeiros 190 kg no primeiro ano. Ela começou sua dieta e regime de exercício sobre o conselho pessoal de Richard Simmons, e na época pesava 544 kg. Ela finalmente chegou a um peso de 129 kg, mas morreu aos 63 anos de insuficiência cardíaca.

Perder peso rapidamente exige jejuar e fazer exercícios sem consumo de energia adequada. A gordura é queimada, mas o músculo também. Isto coloca estresse excessivo sobre o coração – mais estresse, até mesmo, do que ele sofre durante a obesidade. Uma dieta com exercícios mais ideal coloca a pessoa em um ritmo mais lento, mas muito consistente de perda de peso: 5 a 10 quilos por mês até chegar a sua figura desejada.

7 – Carro mais pesado equilibrado na cabeça por mais tempo

John Evans, da Inglaterra, é famoso por equilibrar carros na cabeça. Ele estabeleceu vários recordes por equilibrar um carro inteiro em sua cabeça em diferentes períodos de tempo. Seu maior registro é de 33 segundos, e ele oferece 1.000 libras (cerca de R$ 3310) para quem puder ultrapassá-lo.

O carro que ele levantou era um Mini de 160 kg. Evans tem 1,98 metros de altura, pesa 155 kg, e tem um pescoço de 60 centímetros de circunferência. Seu pescoço forte é a única chave para sua capacidade bizarra, mas mesmo se alguém também tiver um pescoço bastante forte, o peso do carro ainda pode fraturar seu crânio. Evans usa uma toalha dobrada como estofamento, mas o menor desvio em qualquer direção pode derrubar o carro em cima dele. Até agora, isso não aconteceu, mas dado chances suficientes, vai acontecer.

8 – Mergulho mais alto para uma piscina

Olivier Favre mergulhou de 54 metros acima da superfície da água, e atualmente detém o recorde para o mergulho mais alto para uma piscina. Dana Kunze, que é considerada por muitos como a maior mergulhadora da história, definiu e quebrou recordes diversos, alcançando um recorde pessoal de 52 metros.

O mergulhador sobe uma escada, pula e executa saltos e acrobacias antes de cair, pé primeiro, na piscina. Randy Dickinson quebrou sua perna esquerda mergulhando de 53 metros. A piscina para a qual saltou tinha quase 5 metros de profundidade, e ele ainda bateu com tudo no fundo.

9 – Mais álcool no sangue

O recorde de maior taxa de álcool no sangue se acredita pertencer a um homem não identificado de Wroclaw, na Polônia, que se machucou mortalmente quando bateu com o carro em uma árvore, em 1995. Há muito pouca informação sobre ele na internet, mas sabe-se que foi levado a um hospital, onde uma equipe de emergência registrou uma taxa de álcool no sangue de 1,48%. A morte é possível em cerca de 0,3%, enquanto que 0,08% é o limite legal para a condução de um veículo nos Estados Unidos (no Brasil, graças a Lei Seca, a tolerância é zero).

A morte é provável após uma taxa de 0,5%, e quando os médicos viram a leitura, pensaram que o equipamento estava com defeito. Eles realizaram o teste cinco vezes, sempre recebendo aproximadamente o mesmo número. O homem morreu depois de 2 horas por hemorragia, mas não por intoxicação por álcool. Os médicos não conseguiram parar sua perda de sangue, porque o álcool dilatou suas veias e diluiu seu sangue.

10 – Mais forte pontapé na virilha

Este vídeo faz qualquer um encolher. Não assista se não for frio o suficiente.

Kirby Roy é um faixa preta em uma disciplina de karatê que enfatiza o “combat ki”. Combat ki não é um mistério. Boxeadores são notoriamente resistentes a socos, justamente porque resistiram a eles dia após dia por anos. O exemplo mais conhecido de combat ki é exibido por lutadores muay thai, que rolam suas canelas em garrafas de vidro ou tacos de beisebol horas por dia, durante anos. Isso pulveriza as fibras nervosas na pele, provocando microfraturas no osso. Essas fraturas não são grandes o suficiente para “destruir” a perna, e quando ela se cura, o corpo a compensa pela adição de cálcio extra na área das fraturas. Com o tempo, o osso torna-se mais duro que concreto, e sem nervos funcionando na frente dele, o lutador é capaz de chutar qualquer coisa e não sentir dor.

O mesmo princípio funciona para a pélvis de Roy, que passou por milhares de chutes com força total na virilha ao longo dos anos, e agora está mais grossa e mais dura do que uma pélvis normal. Seus testículos sofreram tantos danos que não registram dor para o cérebro. O programa de televisão “Sports Science” colocou isso à prova através de um lutador marcial, que chutou Roy na virilha com força de quase 500 kg, levantando-o completamente do chão. Um alvo destreinado sairia com uma bacia quebrada, com certeza.

Roy levou o chute sem qualquer indicação aparente de dor, e foi dado um atestado de saúde no hospital. No entanto, o tecido do órgão não endurece como os ossos ou a pele. Roy poderia facilmente ter sofrido rupturas testiculares, que podem matar por dor ou choque, ou perda de sangue. Roy é casado e tem filhos, e reivindica uma vida sexual ativa.

Você pode pensar que ninguém se atreveria a tentar superar tal recorde, mas nunca deve subestimar a amplitude da estupidez humana. Seria relativamente difícil de configurar um chute que quebre esse recorde, já que poucas pessoas podem chutar tão poderosamente, mas você pode ter certeza que algum idiota em algum lugar do mundo está pensando sobre isso.[Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *