Dando asas à informação

11 mulheres nesta família usaram o mesmo vestido de casamento pelos últimos 120 anos

noiva 11

Quando Abigail Kingston ficou noiva, ela imediatamente decidiu qual vestido de casamento queria – um de 120 anos de idade que tem sido usado por 10 outras noivas da família de sua mãe.

O antigo vestido é uma herança, primeiramente usado por sua tataravó Mary Lowry Warren, em 1895. Nenhuma das filhas de Lowry estavam interessadas no vestido, por isso ele só foi “resgatado” por sua neta nos anos 40. Mais tarde, a mãe e as tias de Kingston continuaram a tradição de se casar com ele.

Abigail já sabia da existência do vestido desde que era criança. “Quando eu era mais jovem, enquanto eu tocava piano na casa dos meus pais, havia uma foto emoldurada das primeiras seis noivas que usaram o vestido, então eu pensava ‘um dia’…”, disse ela.

Mas quando esse dia finalmente chegou, ela e sua mãe Leslie ficaram decepcionadas com o estado do vestido.

A recuperação

Leslie colocou os olhos sobre o vestido pela primeira vez no casamento de sua tia Sara Selier, quando tinha apenas 5 anos. Ela imediatamente declarou que era o vestido mais bonito que já tinha visto, e, eventualmente, iria usá-lo em seu próprio casamento.

Então, quando sua filha Abigail expressou interesse em usá-lo também, Leslie concordou rapidamente. Ele tinha sido visto pela última vez em 1991, e a tradição ditava que a mãe da última noiva fosse sua guardiã.

Então ela contatou a mãe de Ann Ogden, última da família a usar o vestido. A peça foi enviada para a casa de Leslie, porém, quando ela e Abigail o puxaram da caixa, ficaram desapontadas com seu estado terrível. As mangas estavam desintegrando, o tecido tinha orifícios, e o cetim tinha escurecido com a idade. Também estava muito curto para Abigail.

Aparentemente, o vestido foi modificado ao longo de décadas – o comprimento original foi encurtado, a cintura soltou, e rendas foram adicionadas para cobrir alguns danos. O vestido só tinha sido lavado a seco uma vez em todos estes anos. As esperanças de Abigail de usá-lo foram se apagando. “Não vai ser possível”, lamentou.

Mas foi. Abigail contatou Deborah LoPresti, designer de noivas, que passou 200 horas meticulosamente restaurando o vestido. Com a ajuda de outros profissionais, ela conseguiu clarear a cor para uma tonalidade champanhe, mas precisou se livrar das mangas. “Eu fiquei muito triste com esse fato. Mas as mangas desistiram de suas vidas por um propósito muito importante: salvar o resto do vestido”, conta Abigail.

LoPresti encontrou um tecido muito similar para criar novas mangas, réplicas exatas das originais, e usou os restos das velhas mangas para tapar buracos em todo o vestido.

Abigail ficou encantada com o resultado. “Eu me senti como Cinderela. As mangas eram trapos, e eu tive a minha fada-madrinha que o transformou de volta em um lindo vestido. Eu nunca imaginei que iria colocar esse vestido, e sinto que ele se encaixa perfeitamente”, disse.

A tradição vive

O vestido ainda está muito frágil, mas bom o suficiente para Abigail usar na hora da festa. Durante a cerimônia, ela vai vestir um novo. Ela também vai colocar um medalhão que seu avô deu a sua avó para seu 50º aniversário de casamento, e um anel de sua bisavó. Em exposição, estarão fotografias das 10 ex-noivas que usaram o vestido:

noiva 1 Noiva 1: Mary Lowry

noiva 2 Noiva 2: Jane Woodruff

noiva 3 Noiva 3: Virginia Woodruff

noiva 4 Noiva 4: Sara Seiler

noiva 5 Noiva 5: Laird MacConnell

noiva 6 Noiva 6: Leslie Kingston

noiva 7 Noiva 7: Janet Kearns

noiva 8 Noiva 8: Jane Odgen

noiva 9 Noiva 9: Virginia Kearns

noiva 10 Noiva 10: Ann Ogden

“Estamos realmente muito felizes e nos sentimos abençoados, por podermos manter a tradição”, disse Leslie.

Pelo visto, o costume vai viver por mais tempo, pois já há uma 12ª perguntando sobre o vestido. [OddityCentral]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *