Dando asas à informação

12 beijos cinematográficos marcantes

Simples, mas emocional. Doce, sedutor, confuso, romântico ou desajeitado. Íntimo. O quê? O beijo. Todo filme precisa de um para ser bom, não? Não importa o estilo: drama, ação, romance, comédia… Há algo de muito gostoso em esperar o casal principal finalmente se beijar.

100 anos depois do primeiro beijo em um filme, vamos recordar momentos inovadores e memoráveis que marcaram o cinema. Veja:

1 – Primeiro beijo no cinema / “O Beijo” (1896)

O primeiro beijo visto pelo público foi de May Irwin e John Rice. Foi considerado um grande escândalo, mas também foi o filme mais popular daquele ano. E o povo não adora um barraco?

2 – Mais beijos em um único filme / “Don Juan” (1926)

O primeiro filme que misturou som e música, “Don Juan” também deteve o recorde de mais beijos em um único filme na telona. John Barrymore beijou suas colegas artistas 119 vezes.

3 – Primeiro beijo de boca aberta / “A Carne e o Diabo” (1926)

Dizem que esse beijo de boca aberta pode ter tido mais a ver com o caso de amor entre Gilbert John e Greta Garbo, estrelas do filme, do que com o roteiro. Gilbert e Garbo fizeram outros três filmes juntos durante o seu breve, mas intenso relacionamento apaixonado.

4 – Primeiro beijo entre mulheres / “Marrocos” (1930)

A sedutora Marlene Dietrich vestida de homem usando um smoking beijou uma mulher nesse filme dos anos 30. Ela também foi nomeada ao prêmio de Melhor Atriz da Academia, apesar de saber pouco inglês.

5 – Melhor beijo feito em uma tomada / “É uma vida maravilhosa” (1946)

Atuando pela primeira vez depois de servir no exército, reza a lenda que Jimmy Stewart estava nervoso sobre sua volta. Em uma tomada, Frank Capra foi capaz de capturar uma das mais intensas cenas de beijo do cinema. Filmado durante a era Código Hays de Hollywood (uma série de proibições que os filmes tinham que obedecer), parte do beijo foi censurada por ser “muito apaixonada”.

6 – Cena de beijo mais famosa / “A um passo da eternidade” (1953)

A famosa cena do beijo entre Burt Lancaster e Deborah Kerr foi censurada por ser muito “erótica”. Curiosamente, a cena foi uma decisão de última hora e improvisada pelo diretor Fred Zinnemann.

7 – Primeiro beijo inter-racial / “A Ilha dos Trópicos” (1957)

Baseado em um romance de Alec Waugh, o filme contou com quatro casais diferentes em seu cenário envolvendo raça e política nas Índias Ocidentais. A estrela Joan Fontaine supostamente recebeu mensagens de ódio por causa dos relacionamentos retratados no filme. O casal acima se beijou no final do roteiro.

8 – Primeiro beijo entre dois homens / “Domingo maldito” (1971)

Esta história gira em torno de um triângulo amoroso entre um homem e uma mulher e o caso que ambos estão tendo com um rapaz. Peter Finch disse a famosa frase sobre sua cena de beijo: “Eu fiz isso pela Inglaterra”.

9 – Maior diferença de idade em um beijo / “Ensina-me a viver” (1971)

Ruth Gordon tinha 74 anos e Bud Cort tinha 23 durante as filmagens deste filme peculiar. Cort disse mais tarde sobre o filme: “Eu acho que porque ele é totalmente atemporal, revela muito mistério e verdade sobre as grandes questões da vida”.

10 – Melhor montagem de beijos / “Cinema Paradiso” (1988)

Uma cena desse filme mostra o crescido personagem Salvatore assistindo a todos os clipes de nudez, beijo e paixão em geral que o padre local pediu ao projecionista de cinema Alfredo que removesse dos filmes muitos anos atrás. As cenas mostradas no filme nos presenteiam com beijos de Donna Reed, Joan Crawford, Olivia de Havilland, Errol Flynn, Gerta Garbo e Spencer Tracy, para citar alguns.

11 – Primeiro Prêmio “Melhor Beijo” da MTV / “Meu primeiro amor” (1991)

Vada: “Feche os olhos”. Thomas J: “Mas aí eu não vou conseguir ver nada”. Essa cena fofa foi o primeiro beijo de Macaulay Culkin na telona. Mais tarde, foi premiada com o “Melhor Beijo” no MTV Movie Awards 1992.

12 – Beijo mais longo do cinema / “Elena Undone” (2010)

Ganhando de “Bucha Para Canhão” (1941) por 18 segundos, “Elena Undone” possui o beijo mais longo do cinema, com 3 minutos e 24 segundos. Jane Wyman e Regis Toomey realmente colaram lábios por mais 3 minutos, então esse é um título justo.[Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *