Dando asas à informação

22 animais estranhos que você provavelmente não sabia que existiam

A maioria de nós não compreende a variedade de espécies animais que habitam a Terra hoje. Alguns até se surpreendem quando descobrem que há um animal que não tenham ouvido falar antes.

Mas com 1.367.555 animais identificados (sem contar os insetos!) que vivem na Terra atualmente, como você espera conhecer cada um deles? Para colocar isto em perspectiva, leve em conta que esse número representa apenas 1% de todas as espécies de animais que já viveram.

Isso deixa espaço para descobertas incríveis bizarras, algumas delas mostradas aqui. Confira:

Tatu fada rosa

1
Essa é a menor espécie de tatu do mundo (mamíferos da família Dasypodidae, mais conhecidos por ter uma “armadura” óssea), conhecido como tatu encantador ou tatu fada rosa. Pode ser encontrado nos pastos secos de toda a área central da Argentina, onde vive em pastagens secas, com arbustos espinhosos e cactos. Tem a capacidade de enterrar-se completamente em questão de segundos, principalmente se estiver assustado.

Aie-aie

2
O aie-aie, ai-ai ou aye-aye (Daubentonia madagascarienses) é um primata endêmico de Madagascar. É o único representante vivo da família Daubentoniidae. Noturno e arborícola, possui pelo negro e um dos seus dedos é maior –ele o usa para conseguir caçar larvas nos buracos das árvores. Seus olhos grandes lhe dão boa visão noturna.

Lobo-guará

3
O lobo-guará (Chrysocyon brachyurus) é o maior canídeo nativo da América do Sul e a única espécie do seu gênero, Chrysocyon. A espécie não está diretamente ligada a nenhum outro gênero de canídeos e aparentemente é uma relíquia da fauna pleistocênica da América do Sul.

Veado-de-penacho

4
Elaphodus cephalophus é uma pequena espécie de veado caracterizado por um tufo de cabelos negros em sua testa, bem como presas tipo caninas nos machos. Vive em uma ampla área da região central da China e do nordeste de Mianmar. É restrito a habitats de floresta de montanhas até 4.500 metros acima do nível do mar.

Polvo Dumbo

5

5-
Os polvos do gênero Grimpoteuthis são conhecidos como “polvos Dumbo” por causa de suas “barbatanas” que lembram as orelhas do elefante voador de Walt Disney. São criaturas bentônicas, que vivem em profundidades extremas de 3.000 a 4.000 metros, e são alguns dos mais raros animais da espécie Octopoda.

Mara

6
Mara (Dolichotis patagonum) é um mamífero sul-americano da família Caviidae. Apresenta grande porte, tendo quase o dobro do tamanho de uma lebre europeia adulta, e pode pesar até oito quilos.

Rato-toupeira-pelado

7
O rato-toupeira-pelado (Heterocephalus glaber) é um roedor da família Bathyergidae e a única espécie do gênero Heterocephalus. É um animal bastante peculiar, que tem ajudado a ciência a pesquisar diversos assuntos.

Golfinho-de-irrawaddy

8

8-
O golfinho-de-irrawaddy (Orcaella brevirostris) é um cetáceo encontrado em estuários e próximo à costa do sudeste asiático.

Gazela-girafa

9

9-
A gazela-girafa (Litocranius walleri) é um antílope encontrado em regiões áridas da África. O animal possui pescoço muito longo e fino, que lembra o das girafas – daí seu apelido.

Dugongo

10
O dugongo (Dugong dugon) é um mamífero marinho de um grupo que inclui o peixe-boi ou vaca marinha. O nome dugongo vem da palavra malaia “duyung”, que significa “sereia”.

Babirusa

11
O babirusa (Babyrousa babyrussa) é um mamífero suídeo de aspecto incomum, oriundo de pequenas ilhas da Indonésia. É uma espécie atualmente em perigo de extinção.

Lampreia

12
As lampreias são ciclóstomos de água doce. Elas não têm maxilas; a “boca” é uma ventosa circular do diâmetro de seu corpo, reforçada por um anel de cartilagem e armada com uma língua-raspadora igualmente cartilaginosa.

Fossa

13
Fossa ou Fosa (Cryptoprocta ferox) é um mamífero carnívoro encontrado na ilha de Madagascar. Sua aparência lembra a de um gato alongado, e sua cauda é quase tão comprida quanto o restante do corpo. Pesquisadores acreditam que ele pode ser da família da fuinha, mas sabem pouco sobre esse animal.

Toupeira-nariz-de-estrela

14
Por pouco as garras desse animal não são maiores do que o seu rosto. Esta toupeira recebeu esse nome por causa dos apêndices carnosos em seu nariz, cobertos de receptores sensoriais que aumentam seu sentido de toque – mas que se compensam com uma visão extremamente pobre. A toupeira-nariz-de-estrela é uma hábil nadadora e mergulhadora, e também escava com eficiência. Ela se alimenta de minhocas, larvas e qualquer animal rastejante que encontrar em seu caminho. Vive no Canadá e no norte dos EUA.

Sunda colugo

15
Dermoptera é uma ordem de mamíferos que contém apenas a família Cynocephalidae dos colugos, bichinhos bastante esquisitos que se assemelham aos lêmures.

Duiker-zebrado

16
O duiker-listrado ou duiker-zebrado (Cephalophus zebra) é um pequeno antílope restrito a Libéria, sudoeste da Costa do Marfim e leste da Serra Leoa.

Caranguejo Yeti

17
Kiwa hirsuta é um crustáceo descoberto em 2005 no sul do Oceano Pacífico, notável pela quantidade de cerdas (semelhante à pelos) em seus membros e garras. Seus descobridores o batizaram de “Yeti” (ou Pé Grande) por causa disso.

Soberba ave-do-paraíso

18

18-
A soberba ave-do-paraíso (Lophorina superba) é um pequeno pássaro de cerca de 26 cm de comprimento da família Paradisaeidae (aves-do-paraíso). É o único membro do gênero Lophorina, distribuído por florestas tropicais da Nova Guiné.

Blobfish

19
Psychrolutes marcidus é uma espécie de peixe conhecida como blobfish (em inglês), que habita as águas profundas das costas da Austrália e Tasmânia, raramente sendo visto por seres humanos (ainda bem – o bichinho não é muito bonito).

Tartaruga gigante de casco mole de Cantor

20
Pelochelys cantorii, ou tartaruga gigante de casco mole de Cantor, é um dos animais mais incomuns do mundo. Essa tartaruga apresenta uma peculiaridade: a falta de um casco rígido. Não é uma tartaruga marinha – ela prefere habitar o interior, perto dos córregos e dos pantanais.

Gobi Jerboa

21

21-
O Gobi Jerboa (Allactaga Bullata) é uma espécie de roedor da família Dipodidae encontrado na China e na Mongólia. Seus habitats naturais são pastagens e desertos temperados.

Caranguejo-aranha-gigante

22
Macrocheira kaempferi, também conhecido pelo nome comum de caranguejo-aranha-gigante, é considerado o maior artrópode conhecido, chegando a atingir mais de quatro metros e 20 kg. Vive em grandes profundidades no Oceano Pacífico, sendo abundante nas águas do Japão. [BoredPanda, Wikipedia, BM, MundoAquatico, EA]

Um comentário

  1. Muito interessante esses animais “exóticos” e estranhos!!!
    Mais uma prova da evolução!!!
    Viva Darwin!!!
    …………….
    Camargo
    …………….
    Curitibanos – SC

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *