Dando asas à informação

9 ruas únicas e surpreendentes

Ruas podem parecer espaços entediantes, sem muita criatividade. Mas algumas delas realmente se destacam, e se tornam atrações turísticas em si. Confira:

1. Rua azul em Chefchaouen, Marrocos

1
A cor azul é adorável e traz tranquilidade durante um passeio por Chefchaouen. Muitas das ruas, paredes e portas da cidade são pintadas desta cor. Quem realizou esse feito foram os refugiados judeus que viviam ali durante os anos 1930. A beleza do cenário montanhoso de Chefchaouen é reforçada pelo contraste colorido das casinhas.

2. Rua falsa, em Wuxi, China

2
Quer ir às compras na H&N e em seguida tomar um café SFFCCCKS? Na China, elas ficam em frente à loja APPLA.

Seu cérebro pode ter corrigido essas marcas para ler “H&M”, “Starbucks” e “Apple”, mas se você estivesse andando pela rua da cidade de Wuxi, na China, você estaria errado. Lá, os nomes são os exatamente como grifados acima.

Curiosamente, essas lojas não são empresas imitadoras, apenas placas falsas em espaços vazios destinados a dar a potenciais compradores uma noção do como a área poderia se parecer. Infelizmente, a ideia não deu certo e a rua tornou-se uma grande piada na internet.

3. Vila de Gracia, em Barcelona, Espanha

3
A Vila de Gràcia, um centro histórico antigo, é provavelmente o subúrbio mais legal de Barcelona. As principais ruas – Gran de Gràcia, Torrent de l’Olla e Travessera de Gràcia – são sempre um ramo de atividade, mas são as praças que dão à Gràcia sua atmosfera única.

O bairro é ideal para festas de rua, e a Festa Major em agosto é a mais importante. Em todos esses festivais, o concurso para rua melhor decorada é sempre muito disputado e grandes palcos são montados nas principais praças oferecendo algumas das melhores bandas da região.

4. Rua de guarda-chuvas flutuantes em Águeda, Portugal

4
Águeda é o cenário para esta instalação maravilhosa de guarda-chuvas flutuantes. Esta criação colorida é parte do festival de arte Agitagueda. Devido ao fato de que a mesma ideia foi repetida pela segunda vez, as ruas da cidade cobertas com um monte de guarda-chuvas coloridos que proporcionam sombra e uma vista maravilhosa deve se transformar em uma tradição que as pessoas nunca vão se cansar.

5. Rua de pedras rachadas, em Enschede, Holanda

5
Roombeek é uma rua comercial. Antigamente, um pequeno riacho que deu nome à rua fluía subterraneamente, mas agora foi restaurado e trazido novamente à tona. A água faz parte do ambiente urbano e tornou-se um novo ponto central do distrito. Seu design assimétrico, que alarga e se estreita ao longo da rua, acentua suas diferentes características espaciais.

A composição distinta das pedras refere-se à aleatoriedade dos processos naturais e também é uma menção à explosão de fogos de artifício que destruiu parcialmente a rua em 13 de maio de 2000.

6. As ruas cobertas de tapetes de areia em La Orotava, Ilhas Canárias

6
As Ilhas Canárias, ao largo da costa da África, são conhecidas por sua reputação de estância turística de verão. No entanto, quem procura mais do que apenas um bronzeado pode se dirigir para o município histórico de La Orotava, onde em junho as ruas são decoradas com tapetes elaborados durante as celebrações de Corpus Christi.

As ruas da cidade velha permanecem perfeitamente preservadas, com casas dos séculos 17 e 18 e suas varandas de madeira esculpida nas alamedas estreitas de paralelepípedos. É uma bela visão a qualquer época do ano, mas durante o Corpus Christi, quando as pedras são cobertas com imagens evocativas criadas a partir de pétalas de flores, a cidade literalmente floresce.

Tecnicamente, não é um tapete de flores, mas sim uma camada totalmente feita de areia vulcânica tirada de Las Cañadas del Teide na cratera do Monte Teide, o que torna as expressões realistas das pessoas representadas na tapeçaria mais surpreendentes. Em 2007, a tapeçaria de areia merecidamente alcançou reconhecimento mundial quando foi incluída no Livro dos Recordes, o Guinness, como a maior pintura de areia do mundo.

7. Ruas geométricas em Vercorin, Suíça

7
Todos os anos, a pequena vila de esqui de Vercorin pede que artistas venham até lá e criem trabalhos durante os meses de verão. A vila não quer uma escultura singular, eles preferem projetos criativos que incorporem toda a região.

Em 2010, Lang/Baumann foi convidado para assumir este desafio. “A maioria das casas e suas fachadas são muito antigas, de madeira histórica, e parecia interessante para nós contrastá-las com cores brilhantes na rua”, disse Sabina Lang, da Lang/Baumann. Depois de fazer medições, os artistas começaram a criar pinturas geométricas das direções de rua que levavam à praça central. O resultado é uma imagem impressionante que percorre toda a vila. “Muitos dos habitantes passaram a seguir o processo de pintura”, conta Lang. “E a usaram de uma maneira divertida mais tarde, especialmente as crianças, para andar de bicicleta ou skate sobre as linhas”.

8. Rua rosa em Lisboa, Portugal

8
O projeto urbano de Lisboa para reabilitar a área do Cais do Sodré resultou em um novo epicentro para indústrias criativas e culturais. O arquiteto José Adrião, em colaboração com a Câmara Municipal de Lisboa e a Associação Cais do Sodré, decidiu pintar a rua de pedestres de um rosa vibrante. Além disso, painéis ao longo da calçada funcionam como uma galeria de arte ao ar livre.

9. A única rua de mão direita em Londres, Inglaterra

9
A rua Savoy Court, onde o luxuoso Hotel Savoy fica, é a única rua de mão direita no Reino Unido, onde os veículos são obrigados a dirigir à direita. Diz-se que isso vem de dias antigos, quando p motorista tirava o braço para fora da janela do veículo para abrir a porta do passageiro (que abria para trás e tinha a alça na parte frontal) sem ter que sair de sua cabine. Além disso, a pequena entrada do hotel significa que os veículos precisam de um raio de 8 metros para navegar nela. [Oddee]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *