Dando asas à informação

A partir de agora, o uso de dispositivos eletrônicos está… liberado, pelo menos nos EUA

ipad-in-plane

Desligar o celular logo que as portas das aeronaves se fecham é praticamente automático para passageiros frequentes.

Agora, a Federal Aviation Administration (FAA, órgão norte-americano correspondente a nossa Anac) derrubou essa proibição: passageiros de companhias aéreas americanas podem usar dispositivos eletrônicos pessoais em todas as fases do voo.

A proibição eletrônica começou em 1991, porque ninguém sabia direito como funcionava o celular, aparelho novo na época. Por prevenção, a FAA decidiu que não se podiam usar eletrônicos nos aviões. Mesmo depois que testes foram realizados e eles não encontraram bons motivos para manter a proibição, a abundância de cautela fez com que nós continuássemos a ter que desligar nossos eletrônicos em certas etapas dos voos.

Por fim, a FAA finalmente reconheceu que não há perigo em usar dispositivos durante os voos. As companhias aéreas precisam provar que seus aviões de fato permitem o uso seguro de todos os eletrônicos antes de liberá-lo, mas a FAA espera que a maioria, se não todas, recebam o sinal verde até o final do ano.

Depois disso, em voos com as companhias americanas, eletrônicos poderão ser usados, com algumas limitações. Em casos de baixa visibilidade, por exemplo, a tripulação pode pedir que passageiros desliguem os dispositivos durante o pouso. Além disso, itens pesados (como notebooks maiores) terão de ser armazenados de forma segura durante a descolagem, para evitar um choque que leve a um ferimento.

Também, é recomendável que você mantenha o seu telefone em modo avião. Chamadas telefônicas continuam proibidas, talvez porque a única vez que um celular se revelou realmente perigoso, em 2009, foi quando um primeiro oficial se distraiu quando seu telefone tocou. De qualquer forma, manter o celular em modo avião pode ser vantajoso aos passageiros, que não gastarão bateria à toa, já que não tem sinal a 30.000 pés mesmo.

E aqui no Brasil, a proibição deve acabar logo também? É provável, já que a Anac mantém um acordo de cooperação técnica com a FAA, e pode utilizar seus dados e conclusões para permitir a expansão do uso de eletrônicos a bordo de aeronaves brasileiras. Teremos que esperar por esse dia, no entanto. Enquanto isso, nada de jogar Candy Crush no avião. [Gizmodo]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *