Dando asas à informação

Alpinistas realizam saltos perigosos no pico Svolvaergeita, na Noruega

Svolværgeita-jump2-550x412

Até um século atrás, o pico Svolvaergeita (também conhecido como Cabra de Svolvaer) era apenas uma torre de pedra nunca escalada. Hoje em dia, no entanto, é um dos pontos mais populares entre alpinistas na Noruega.

O Svolvaergeita tem um apelo especial entre os montanhistas em busca de emoção, que gostam de desafiar a morte saltando entre os chifres de granito do pico.

O monte foi escalado pela primeira vez em 1910 por Carl Rubenson, Alf B. Bryn e Ferdinand Schjelderup, um trio fantástico que conseguiu conquistar outras dois cumes virgens (Trakta e Stetind) na mesma viagem.

Hoje, alpinistas têm a opção de subir Svolvaergeita na rota original de seus primeiros escaladores, só para ver como estes três pioneiros eram bons em seu tempo, mas existem várias rotas até os “chifres de pedra”.

O que é comum, porém, é que, uma vez no topo, muitos membros da comunidade de montanhismo seguem as décadas de antigas tradições de saltarem do Storhorn (“grande chifre”) para o Lillehorn (“chifre pequeno”), sobre uma lacuna 1,5 metros.
Saltar 1,5 metros de diâmetro pode não parecer uma tarefa muito difícil, mas um movimento errado e o aventureiro vai ter que contar com seus itens de segurança para salvá-lo de uma queda de 150 metros até o pé do pico.

E como se o salto tradicional entre chifres já não fosse assustador o suficiente antes, uma seção de 3 metros cúbicos do chifre pequeno caiu na primavera de 2008. A parte que caiu foi a do interior e frente do bloco de rocha, o que significa que era a parte que os escaladores usavam para pousar – e que agora não existe mais. Aparentemente, isso só faz com que o salto seja mais emocionante ainda para alpinistas em busca de uma descarga de adrenalina.

Por mais perigosa que seja, entretanto, a façanha faz uma bela foto.[OddityCentral]

Svolværgeita-jump3-550x651

Svolværgeita-jump4-550x367

Svolværgeita-jump-550x411

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *