Dando asas à informação

Artista maluco faz autorretratos com seu próprio sangue

Não é tão difícil ouvir falar de artistas que quiseram inovar, fazendo apresentações polêmicas, usando materiais incomuns em suas obras, mas fazer uma escultura de sua própria cara usando seu próprio sangue parece extremo até para essas pessoas, não?

Marc Quinn não parece se importar. Encantado por biologia e ciência, ele já usava materiais pouco usuais em suas obras, como vidro, ouro e gelo, até que, em 1991, resolveu usar seu próprio sangue para criar uma série de autorretratos chamada “Self” (“Eu”, em inglês).

Ele faz moldes de seu rosto, passa cinco meses tirando seu sangue, e usa cerca de quatro a cinco litros para fazer a escultura. O primeiro autorretrato que ele fez foi em 1991, e, desde então, ele vem fazendo novos autorretratos a cada cinco anos, mais ou menos, para mostrar seu “amadurecimento”, as mudanças que ocorrem com o passar dos anos.

De fato, da primeira escultura até a última, é possível ver as diferenças em seu rosto. Os retratos tem que ser mantidos a menos 15 graus Celsius, para que o sangue não derreta.

Tem gente que gosta deste tipo de arte. Tanto que existem esculturas dele em posse de colecionadores, e a última delas está exposta ao lado de outros retratos famosos, na galeria National Portrait Gallery, na Inglaterra.

Se você quer saber minha opinião, o cara podia ter usado um material mais comum, ao invés de usar (horrificamente) seu sangue nas esculturas. Mas o que eu entendo de arte? Nada.

Tanto que os especialistas garantem que sem o sangue dele, a mensagem da coleção não seria tão poderosa. Segundo a revista Scientific American, “por elaborar essas cabeças usando seu próprio sangue, Quinn nos reconecta com o fato de que, na plenitude dos tempos, nenhuma tentativa artista de imortalidade através do autorretrato vai prevalecer”.

O que você acha?[OddityCentral]

1991

1996

2001

2006

Um comentário

  1. Era bom se ele doasse sangue, mas é arte…

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *