Dando asas à informação

Chá mais caro do mundo vale mais de 30 vezes o seu peso em ouro

da-hong-pao-tea-600x399

US$ 10.000 (quase R$ 35 mil, no câmbio atual) por um pote de chá parece excessivo para você? Há quem pague esse valor por alguns goles do original Da Hong Pao, provavelmente o chá mais raro do mundo.

Um único grama custa gritantes US$ 1.400, ou seja, ele vale mais de 30 vezes o seu peso em ouro!

O que faz do Da Hong Pao tão valioso?

De acordo com o mestre de chá chinês Xiangning Wu, é principalmente sua raridade. Quase não existem mais árvores Da Hong Pao originais, e as variedades antigas que crescem nas montanhas Wuyi, província de Fujian, na China, são tão raras que são consideradas quase inestimáveis.

Na verdade, as gerações chinesas têm um ritual anual especial para colher o Da Hong Pao – eles vão para as montanhas a cada primavera para orar ao “Deus do chá” Lu Yu pedindo novos brotos.

Já foi dito que as folhas são limpas com leite de cabra à medida que crescem e, após a colheita, são cozidas e deixadas para ganhar sabor por até 80 anos.

Lenda

Diz a lenda que o original Da Hong Pao também tem valor medicinal incrível – quando a mãe de um imperador da dinastia Ming ficou doente, ela foi curada por este chá.

da-hong-pao-tea3

Após o incidente, o imperador vestiu os quatro arbustos que forneceram as folhas medicinais com grandes vestes vermelhas. E é assim que o chá ganhou seu nome – “Da Hong Pao” se traduz em “Grande Robe Vermelho”.

Hoje, seis arbustos Da Hong Pao crescem em um terraço em uma pedra calcária vertiginosa, nas Montanhas Wuyi, e acredita-se serem ramificações desses arbustos originais.

Raro, mas nem tanto

A escritora de viagens Theodora Sutcliffe, que visitou recentemente Wuyishan para descobrir mais sobre o chá, explica que nem todas as variedades de Da Hong Pao são tão caras.

“Embora versões envelhecidas ou antigas possam ser vendidas por preços extremamente elevados, um Da Hong Pao de qualidade razoável pode custar cerca de US$ 100 por quilo em Wuyishan”, ela escreveu para a BBC.

Os arbustos originais – que são os mais valiosos – são mantidos sob guarda o tempo todo. Suas folhas não são fáceis de comprar. São tão exclusivas que apenas vendedores especializados podem conectar compradores chineses ricos aos produtores certos.

da-hong-pao-tea2-600x402

Inglaterra

Da Hong Pao tem atraído o interesse dos apreciadores de chá fora da China também. De fato, em 1849, o botânico britânico Robert Fortune visitou Wuyishan em uma missão secreta para obter sementes de Da Hong Pao, a fim de cultivá-las em outros locais como a Índia.

Embora espiões anteriores tenham falhado, Fortune disse ter conseguido disfarçar-se como um local e adquirir sementes, mudas e até mesmo informações valiosas sobre o seu cultivo.

Ele finalmente fundiu estas sementes com chá indiano, algo que Sutcliffe diz ter sido o “começo de uma indústria agora no valor de bilhões de dólares por ano.

Vai ficar ainda mais raro

Os arbustos originais, de 350 anos de idade, foram colhidos pela última vez em 2005, e desde então não tiveram um novo crescimento.

O que significa que os poucos e dispersos colecionadores carinhosamente armazenando suas gramas do chá verão a bebida ficar ainda mais valiosa – talvez tão cara quanto diamante.

Se você estiver interessado em saber o gosto do raro Da Hong Pao antes dele morrer completamente, não é só na China que a bebida é encontrada. Por exemplo, o chá está atualmente no menu do Royal China Club no centro de Londres, ao preço de cerca de US$ 250 por um bule que rende quatro xícaras pequenas. [OddityCentral]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *