Dando asas à informação

Colisão de buracos negros pode ter originado bolhas gigantes no centro da Via Láctea

o-BIGGEST-BLACK-HOLE-facebook

Acima e abaixo do centro da nossa galáxia há duas gigantescas (cada uma tem 25 mil anos-luz de “altura”) bolhas de partículas altamente energizadas, e desde sua descoberta em 2010, cientistas procuram explicar o que teria dado origem a elas.

“Nós juntamos todas as evidências e percebemos que elas poderiam ser explicadas por um único evento catastrófico – a colisão de dois buracos negros”, destaca a pesquisadora Kelly Holley-Bockelmann, da Universidade de Vanderbilt em Nashville (EUA).

De acordo com a nova teoria, há cerca de 10 milhões de anos, o buraco negro de uma galáxia anã que orbitava a Via Láctea teria sido atraído pelo buraco negro que se encontra no centro da nossa galáxia (4 milhões de vezes mais massivo que o sol). Depois de uma “dança gravitacional”, a união de ambos teria liberado uma quantidade imensa de energia e gás – parte desse gás pode ter se comprimido e dado origem a estrelas, enquanto outra parte foi sugada novamente, resultando na liberação de mais energia.

“Nós acreditamos que tanto a energia desse ‘soluço’ próximo ao buraco negro quanto os ventos de gás inflaram as bolhas de Fermi”, explica.

Para testar a teoria, Holley-Bockelmann e seus colegas pretendem “caçar” estrelas que foram “arremessadas” pela força gerada com a união.[New Scientist, Monthly Notices of the Royal Astronomical Society]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *