Dando asas à informação

Competição de salto com cavalo sem cavalo: isso realmente existe

Gosta de hipismo? E que tal hipismo sem cavalo? Se para você não faz sentido, para inúmeros seres humanos que competem nesse evento maluco, pulando obstáculos enquanto tentam não derrubá-los, não só faz sentido, como é divertido.

E daí você pensa: meu Deus do céu, qual é o canto bizarro do mundo onde pessoas totalmente fora de si estão praticando esse tipo de esporte? Resposta: cerca de 20 shows de saltos sem cavalo são organizados todos os anos na Europa, América Central, EUA e Canadá, com o número de participantes entre 40 e 130 em cada um.

Só podemos concluir que este tipo de show está se tornando cada vez mais popular. E nem é tão recente assim: alguns dos participantes já treinam para este tipo de competição desde a infância, usando um trajeto improvisado. Outros apenas querem se divertir. Mas todos concordam que é uma atividade muito agradável.

Phil Rozon, juiz canadense da competição, explica que os concorrentes são julgados como os cavalos, ou seja, quem fizer o trajeto no tempo mais rápido é o vencedor. E, como no evento “padrão”, são conferidas penalidades para cada obstáculo que é derrubado e outros fatores que são levados em consideração.

Os participantes vão desde crianças de três anos de idade até adultos, mas os eventos mais competitivos são na faixa etária de 9 e 15 anos. Esses são os que normalmente treinam antes dos shows, e usam acessórios como botas para se parecerem mais com os cavalos.

A parte interessante dessa história é que o evento é por uma boa causa: a instituição sem fins lucrativos JustWorld Internacional, que organiza esses eventos, doa todos os recursos arrecadados para financiar projetos para crianças pobres ao redor do mundo.

Perguntada por que ela acha que tantas pessoas participam do salto com cavalo sem cavalo, a ex-saltadora e fundadora da JustWorld Internacional, Jessica Newman, respondeu: “É muito divertido ser um cavalo”.

Você concorda? Participaria de um evento desse tipo?[OddityCentral]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *