Dando asas à informação

Especial Halloween: 10 monstros históricos

A origem do Halloween, ou Dia das Bruxas no Brasil, é muito antiga: vem de celebrações pagãs de antigos povos. Com os anos, o evento se tornou particularmente tradicional e cultural nos Estados Unidos, Canadá, Irlanda e Reino Unido. Também comemorado aqui, embora com menos relevância, a data é uma boa oportunidade de relembrar monstros de toda a região do globo, criados por lendas terríveis que nos assombram até hoje (especialmente em filmes modernos). Confira:

1 – Oni

Origem: japonesa

Representações de oni variam muito, mas eles geralmente são retratados como criaturas hediondas e gigantescas com garras afiadas, cabelo selvagem e dois chifres longos. Em sua maior parte, são humanoides, mas, ocasionalmente, são mostrados com seres não naturais, com um número ímpar de olhos ou dedos extras. Sua pele pode ser de qualquer cor, mas vermelho e azul são particularmente comuns. Sua aparência feroz é reforçada pelos dentes de tigre e o porrete de ferro. O oni tem uma semelhança óbvia com demônios da tradição judaico-cristã (o diabo ou satã, por exemplo).

2 – Ogro

Origem: francesa

Menos Shrek, e mais monstro humanoide grande, mau e hediondo, ogros são descritos frequentemente em contos de fadas e folclores como comedores de seres humanos. Também são figuras conhecidas em muitas obras clássicas da literatura. Eles são geralmente retratados com uma cabeça grande, cabelos abundantes e barba, barriga enorme e corpo forte.

3 – Vampiro

Origem: eslava

Os vampiros são seres mitológicos ou folclóricos famosos por se alimentarem de sangue humano – em alguns casos, podem predar animais. Diferentes lendas e tradições variam as características de seus vampiros (inclusive as histórias modernas sobre essas criaturas, que são todas ligeiramente diferentes umas das outras), mas, na maioria dos casos, eles são descritos como cadáveres reanimados que se alimentam através de drenagem do sangue de seres vivos. O termo foi popularizado no início do século 18, e surgiu a partir do folclore do sudeste da Europa, particularmente os Balcãs e a Grécia. Vampiros folclóricos eram descritos como seres mortos-vivos que visitavam seus entes queridos e causavam danos ou mortes em bairros que habitavam. Os originais usavam capas, não tinham presas e eram muitas vezes descritos com o rosto inchaço, corado ou escuro.

4 – Múmia

Origem: egípcia

A múmia é um cadáver cuja pele e carne foram preservadas por uma exposição intencional ou acidental a produtos químicos, frio extremo, umidade muito baixa ou falta de ar. Há contos populares de maldições que estão associadas com a violação dos túmulos de cadáveres mumificados ou das próprias múmias (reza a lenda que os egípcios antigos acreditavam que saqueadores de pirâmides ou qualquer um que violasse o “descanso dos mortos” seriam amaldiçoados). Estes contos de maldições, eventualmente, levaram a ideia moderna e ficcional das múmias.

5 – Lobisomem

Origem: germânica

Lobisomens são criaturas mitológicas ou folclóricas que são seres humanos com a capacidade de se metamorfosear em um lobo (ou algo parecido com um lobo), seja propositadamente, através de magia, ou por terem sido amaldiçoadas. O cronista medieval Gervase de Tilbury foi quem aparentemente associou a transformação com o aparecimento da lua cheia, no entanto, há evidências de que a associação existia entre os gregos antigos, aparecendo nos escritos de Petrônio.

Algumas especulações modernas têm sugerido que a crença em lobisomens e vampiros começou por causa da associação com casos médicos reais de pessoas que sofrem de porfiria (distúrbios que se manifestam através de problemas na pele e/ou com complicações neurológicas).

6 – Goblins (gnomo ou duende)

Origem: anglo-saxã

Um goblin é uma criatura do mal que lembra um duende. É mal humorado ou travesso, e muitas vezes descrito como grotescamente desfigurado. Goblins podem variar em altura desde a de um anão até a de um humano. Eles são atribuídos com várias (por vezes conflitantes) habilidades, temperamentos e aparências, dependendo da história e do país de origem da lenda. Em alguns casos, os goblins são classificados como criaturas irritantes relacionados com personagens de lendas celtas.

7 – Ghoul

Origem: Oriente Médio

Um ghoul é um monstro do folclore árabe antigo que habita cemitérios e outros locais desabitados. No folclore árabe antigo, ghouls pertenciam a uma classe diabólica de “gênio” (espírito), e seria a prole de Iblis, o príncipe muçulmano das trevas (Satanás). Eles são capazes de mudar de forma constantemente, e costumam atrair viajantes inocentes para o deserto, para matá-los e devorá-los. A criatura também caça crianças, rouba sepulturas e come os mortos.

8 – Banshee

Origem: celta

Segundo a lenda celta, uma banshee fica em torno de uma casa se alguém nela está prestes a morrer. Quando várias banshees aparecem de uma só vez, isso indica a morte de um santo. Os contos, por vezes, dizem que esse ente fantástico é uma mulher, às vezes chamado de fada, e que é um fantasma. Em alguns casos, é relatado como sendo o fantasma de uma mulher específica que foi assassinada ou morreu no parto. Banshees são frequentemente descritos como vestidos de branco ou cinza, com um cabelo longo escovado com um pente de prata. Outras histórias retratam banshees como vestidos verdes, vermelhos ou pretos e um casaco cinza.

9 – Górgona

Origem: grega

Na mitologia grega, górgona era um monstro com aparência feminina, dentes afiados e cabelos vivos de cobras venenosas. Górgonas são geralmente descritas como tendo asas de ouro, garras de bronze e presas de javalis. De acordo com os mitos, ao ver o rosto de uma górgona, o espectador vira pedra. Homero fala de apenas uma górgona, cuja cabeça está representada na Ilíada, fixada no centro da égide de Zeus. Hesíodo aumenta o número de Górgonas a três: as três filhas dos deuses do mar Fórcis e Ceto. Seus nomes eram Medusa, “a impetuosa”, Esteno, “a que oprime” e Euríale, “a que está ao largo”. Em outros contos, são descritas como Medusa, a rainha; Esteno, a poderosa, e Euríale, a que salta longe. A casa das górgonas fica no lado mais distante do oceano ocidental; de acordo com descrições tardias, na Líbia. Das três górgonas, apenas Medusa é mortal.

10 – Zumbi

Origem: latino-americana

Um zumbi é um corpo humano reanimado desprovido de consciência. Em versões contemporâneas, eles são geralmente cadáveres mortos-vivos. Histórias de zumbis provavelmente se originaram a partir de crenças afro-caribenhas espirituais associadas ao vodu. Outras versões mais macabras dos zumbis tornaram-se temas comuns em histórias ficcionais modernas, onde são trazidas de volta à vida por meios sobrenaturais ou científicos, e comem a carne ou o cérebro dos vivos. Eles têm inteligência muito limitada, e podem ou não estar sob o controle direto de alguém.[Listverse]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *