Dando asas à informação

Homem processa – e ganha! – a mulher por ser feia

No que deve ter sido o julgamento mais estranho da história recente, um chinês processou sua esposa por ser feia e realmente ganhou o direito de se divorciar dela, bem como uma indenização substancial de US$ 120.000 (cerca de R$ 240 mil).

Não, não é uma piada (embora todos desejaríamos que fosse). No início deste ano, Jian Feng, um homem que vive no norte da China, levou sua esposa ao tribunal por ser feia. Olhando para a coitada, você não poderia dizer que era feia, já que parecia em atraente.

Porém, o juiz decidiu em favor de Feng, concedendo-lhe o direito ao divórcio e um acordo de cerca de US$ 120.000. Por quê?

Veja bem: os problemas de Jian Feng começaram quando ele e sua esposa tiveram seu primeiro bebê. O homem descreveu sua filha como “incrivelmente feia”, e disse ao tribunal que ela não se parecia com nenhum dos pais.

A maioria das pessoas boas desse mundo apenas continuaria amando seu pequeno anjinho como se ele fosse o bebê mais lindo que já nasceu, mas não Feng. Ele acusou sua esposa de traí-lo, e manteve a acusação até que ela não aguentou mais, e finalmente admitiu que poderia ter algo a ver com a aparência do bebê.

A esposa de Jian Feng não foi sempre atraente: antes de conhecê-lo, ela gastou cerca de US$ 100.000 (R$ 200 mil) em dezenas de cirurgias plásticas para melhorar drasticamente a sua aparência.

Como as alterações logicamente não foram passadas para o bebê, ela assumiu que essa era a razão pela aparência da criança, que “não chegava aos padrões” do pai.

Assim que ouviu a confissão de sua esposa, Jian entrou com uma ação, acusando-a de se casar com ele sob falsos pretextos. A maioria dos juízes riria de tal reclamação, mas não o juiz que Feng encontrou.

Este pai e marido “exemplar” foi premiado com o divórcio e com cerca de US$ 120.000. Não se sabe quem ficou com a guarda do bebê, mas acho que é seguro assumir (esperamos) que a menina ficou com a mãe.[OddityCentral]

Um comentário

  1. isso sópode ser brincadeira , ora, ele não a viu antes?
    se fosse eu o processaria também por constrangimento e danos morais

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *