Dando asas à informação

Homem sobrevive vendendo objetos que encontra nas ruas de Nova York

Eliel-Santos-550x276

Durante os últimos oito anos, o nativo de Porto Rico Eliel Santos ganha a vida vendendo joias e eletrônicos que encontra nas ruas de Nova York (bem como encontra dinheiro também). Pode não parecer um comércio muito rentável, mas, em bons dias, ele pode ganhar mais de US$ 1.000 (cerca de R$ 2 mil).

Eliel visita todos os dias diversas áreas da grande cidade americana, carregando instrumentos fabricados com fio dental, cola, ratoeira, etc., para recuperar itens valiosos que as pessoas perderam nas calçadas e bueiros.

O caçador de tesouros passa a maior parte de seu tempo olhando para baixo, através dos furos pequenos de metal das ruas, na esperança de detectar algo que vale a pena penhorar. Sempre que algo chama sua atenção, Eliel se posiciona sobre o alvo e tira suas ferramentas.

Com precisão enorme, ele abaixa a isca pegajosa através da grade e recupera seu prêmio. Às vezes, são apenas moedas ou objetos brilhantes inúteis, mas Eliel já encontrou joias preciosas, dinheiro e até mesmo aparelhos como iPhones ou iPods.

Eliel entrou no negócio de recuperação de itens completamente por acidente. Ele estava andando pela rua quando viu um cara tentando recuperar suas chaves. Ele se ofereceu para ajudar, e, usando sua armadilha pegajosa com cola e cordas, conseguiu pegar as chaves de um bueiro e foi recompensado com US$ 50.

Foi daí que percebeu que esta era uma boa maneira de ganhar dinheiro. Daquele dia em diante, ele começou a visitar diferentes áreas de Manhattan, Brooklyn e Queens, olhando para o chão atrás de coisas valiosas, prestando atenção especial aos locais onde as pessoas trocam dinheiro com vendedores ambulantes.

Sua melhor captura até agora foi uma pulseira de diamantes encontrada em Harlem, que ele penhorou por US$ 1.800 (cerca de R$ 3600), mas ele também já ganhou bastante dinheiro ajudando os outros a recuperar itens importantes, como alianças de casamento.

Em dias bons, Eliel ganha em torno de US$ 150 (R$ 300), e em dias excelentes, pode acabar com mais de US$ 1.000.

Se você acha esse “trabalhado” estranho, saiba que Eliel não é o único a fazer dinheiro graças às ruas da Big Apple. Raffi Stephanian usa uma faca e uma pinça para recuperar pequenas peças de ouro e diamantes das goteiras e rachaduras do pavimento de Diamond District de Nova York. Ele diz que a porcentagem de ouro nas ruas da cidade é maior do que em uma mina, e, se for bem feito, seu método lhe rende até US$ 200 (cerca de R$ 400) por dia.[OddityCentral]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *