Dando asas à informação

Maratona de filme de 200 horas põe dois bolivianos no livro de recordes Guiness

Eu amo filmes, mas ficar 200 horas assistindo-os é algo que eu não conseguiria fazer nem por todo o dinheiro do mundo. Dois bolivianos, entretanto, conseguiriam.

No ano passado, a Bolívia estabeleceu um novo recorde mundial para a maratona mais longa de filmes. Felipe Gonzalo Ticona conseguiu ficar acordado por 131 horas assistindo a todos os tipos de filmes, mas como um representante do Guinness não estava presente, o recorde não foi certificado, e o título permaneceu com um indiano.

Este ano, a rede de cinemas Cine Center se determinou a arrebatar o título da maratona mais longa de filmes para o seu país de origem, e anunciou um evento monumental que aconteceria simultaneamente em três das maiores cidades da Bolívia: La Paz, Cochabamba e Santa Cruz.

A pessoa que conseguisse bater o recorde (e todos os outros participantes) atual de 128 horas receberia um prêmio de 10.000 dólares (cerca de R$ 20 mil) e teria seu nome mencionado no Livro Guinness dos Recordes.

No total, mais de 1.400 fãs de cinema se inscreveram para a chance de ver dezenas de filmes e ganhar o prêmio em dinheiro. Os organizadores tinham decidido permitir apenas pessoas com mais de 18 anos na competição, mas após receberem um número considerável de pedidos de fãs mais jovens, decidiram permitir a participação de adolescentes, com autorização assinada pelos pais. Todos tiveram que pagar uma taxa de entrada de 14 dólares (cerca de R$ 28).

A maratona começou em 1 de setembro. Os competidores tiveram que assistir a filmes de diferentes gêneros, incluindo comédia, ação e drama, com 15 minutos de pausas entre filmes, e três pausas de meia hora para café da manhã, almoço e jantar. O Cine Center também trouxe uma equipe médica para avaliar o estado físico dos participantes durante todo o evento, e agentes antidrogas para evitar tentativas de doping.

Após uma semana de observação contínua de filme, apenas 9 competidores das três cidades bolivianas ainda estavam competindo. Alguns participantes foram eliminados pela equipe médica para não colocar suas vidas em risco.

O recorde anterior já havia sido batido, mas os participantes mantiveram seus olhos grudados nas telas com a esperança de ganhar o grande prêmio. Em 9 de setembro, após 190 horas de dezenas de filmes, apenas três pessoas, uma em cada uma das três cidades inscritas na competição, permaneciam na maratona. Alejandro Toro, de La Paz, enfim desistiu, afirmando que o que valia mais na vida não era o dinheiro, mas sim o que ele amava, como sua família.

Finalmente, esta manhã, a maratona de filmes mais longa da história terminou, depois de 200 horas, 30 minutos e 50 segundos. As duas últimas pessoas que ficaram na competição, Ronald Cuellar (Santa Cruz) e Huber Felipez (Cochabamba), decidiram pelo empate e aceitaram dividir o prêmio. Na quarta-feira, eles serão oficialmente premiados pelos patrocinadores da maratona, e seus nomes serão incluídos no Guinness.[OddityCentral]

Um comentário

  1. Vão transar, arrumar o que fazer…

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *