Dando asas à informação

O que fazer nas Férias em Curitiba

férias curitiba

Não é preciso sair de Curitiba para que as crianças possam aproveitar as férias escolares. Durante todo este mês, a cidade oferece uma série de atrações para que a garotada possa deixar o tédio de lado, se divertir e exercitar a criatividade.

Em 38 pontos da capital, atendendo a nove regionais, a prefeitura vai desenvolver, entre amanhã e o próximo dia 22, o Festival de Férias 2010, com uma série de atividades recreativas e de lazer. De forma gratuita, meninos e meninas poderão desfrutar de brinquedos infláveis, cama elástica, jogos gigantes, tênis de mesa, arremessos, pintura de rosto, perna de pau, esqui de grama, futebol de dedo, gincanas, apresentações de teatro e cinema, além de oficinas de madeirinha, recortes e máscaras.

A previsão é a de que mais de 10 mil crianças participem da programação. “É uma ótima chance para que crianças que não têm a oportunidade de ir para a praia possam se divertir e extravasar a energia”, diz o secretário municipal do Esporte e Lazer, Rudimar Fedrigo.

Em paralelo ao festival de férias, ocorre o festival “100% Esporte”, promovido, a cada final de semana, em regionais específicas da cidade. O mesmo visa a incentivar e iniciar as crianças em diversas práticas esportivas. As atividades começaram na sexta-feira, na regional do Pinheirinho. Posteriormente, e serão realizadas em Santa Felicidade (hoje), Cidade Industrial (dia 16), Portão (17), Boqueirão (23), Cajuru (24), Bairro Novo (30), Boa Vista (31) e Matriz (6 de fevereiro). O horário é sempre das 14h às 19h.

Informações sobre os locais onde as atividades dos festivais estarão acontecendo podem ser obtidas em todas as regionais da prefeitura.

Shoppings

Alguns shoppings também prepararam atividades especiais para o período de férias, que vão além do cinema e da praça de alimentação. No estacionamento aberto do Shopping Cidade, foi instalado um parque temático cuja grande atração é um brinquedo chamado “Magic Ball”. Nele, as crianças entram em imensas bolas de plástico colocadas em uma piscina, tendo a sensação de que estão andando sobre a água.

Podem brincar no “Magic Ball” pessoas com peso corporal de até 70 quilos, o que também permite a participação de alguns adultos. O custo é de R$ 10. O parque temático fica aberto de segunda-feira a sábado, das 10h às 22h, e no domingo, das 12h às 20h.

No Shopping Mueller, de 16 a 31 de janeiro, serão promovidas oficinas de arte com a participação do ator e ex-apresentador do programa Art Attack, do Disney Channel, Daniel Warren. Por um monitor de TV, ele irá ensinar as crianças a manusear objetos, como caixas e garrafas plásticas e fazer seus próprios brinquedos. Nos sábados (dias 23 e 30) e domingos (dias 24 e 31), Daniel vai ministrar oficinas ao vivo. As mesmas terão entrada gratuita e irão acontecer de domingo a sexta-feira, das 14h às 20h, e aos sábados, das 10h às 21h.

Já no Shopping Estação, é possível combater o calor em uma pista de patinação no gelo. A mesma tem 240 metros quadrados de área total e pode ser utilizada de segunda a quinta-feira, das 10h às 22h; nas sextas e sábados, das 10h às 23h; e nos domingos, das 11h às 22h. Para trinta minutos de patinação, o valor cobrado é de R$ 15. Para uma hora, R$ 20. Além disso, o shopping oferece atrações através do teatro de bonecos Dr. Botica.

No parque e no museu, muita opção para quem quer fazer arte

São Lourenço abre amanhã uma oficina de artes para crianças.
Para quem busca a união entre arte e diversão, também existem diversas opções. O Centro de Criatividade de Curitiba, localizado no Parque São Lourenço, realiza, de amanhã a sexta-feira e do dia 18 a 22 deste mês, oficinas de curta duração dirigidas a crianças de 7 a 12 anos de idade.

Na oficina “Arte no Parque”, as crianças terão a oportunidade de aprender técnicas de desenho de observação, croqui, modelagem, colagem e pintura. Sob orientação da artista plástica Rosângela Grafetti, elas irão utilizar materiais como gesso, guache, massa de modelar e lápis de cor. Já na oficina “Construindo Brinquedo com Arte”, sob a orientação de Fernando Rosenbaum, a garotada poderá aprender a construir brinquedos com sucatas. “As oficinas visam a dar possibilidade para que as crianças exercitem a criatividade, saiam da rotina e tenham convivência com outras crianças. Além disso, permitem que os pais tenham momentos de descanso”, explica a coordenadora do Centro de Criatividade, Ana Kohler.

Também no centro existe a Casa da Leitura, onde, neste mês de janeiro, serão contadas histórias. Os horários das contações e também das oficinas podem ser conhecidos no site www.fccdigital.com.br.

Museu

Também para crianças que gostam de arte, o Museu Oscar Niemeyer (MON) vem promovendo uma colônia de férias diferente, que envolve visitas monitoradas a exposições e desenvolvimento de práticas artísticas por meio de oficinas e atividades lúdicas. A iniciativa é voltada a crianças entre seis e doze anos de idade e irá acontecer durante todo este mês, no período da tarde, entre às 14h30 e às 17h. A participação tem custo de R$ 10 ao dia. Informações sobre inscrições podem ser obtidas no site www.museuoscarniemeyer.org.br. O MON fica na Rua Marechal Hermes, 999. Abre de terça a domingo, das 10h às 18h. (CV)

Zoológico e parques garantem diversão ao ar livre

Acima, Juliana e Hercules, de São Paulo, levaram filhos e o sobrinho para conhecer o zoológico, uma forma de unir lazer e aprendizado sobre os animais. Abaixo, João Augusto: skate é uma boa alternativa à TV e ao computador.

Independentemente das programações elaboradas por shoppings e centros culturais, é muito comum, neste período, encontrar pais e filhos aproveitando as férias nos parques de Curitiba. Nos locais, é comum ver as crianças jogando bola, andando de bicicleta e realizando diversas atividades ao ar livre.

Nesta semana que passou, a bancária Paula Dias Batista aproveitava o Parque São Lourenço ao lado do filho, João Augusto, de 12 anos.

O menino andava de skate. “Meu filho adora andar de carrinho de rolimã e skate. Estas atividades evitam que ele fique o dia todo em frente ao computador e à TV, principalmente neste período de férias. Curitiba tem muitos parques, o que propicia a realização de atividades ao ar livre”, afirmou Paula.

No Parque Barigui, o técnico de métodos Anderson Faria se divertia ao lado da filha Laís, de 4 anos. A menina aprendia a andar de patins. “Não podemos viajar, pois minha esposa ainda está trabalhando, e não dá para deixar a Laís o dia todo dentro do apartamento, o que faz com que ela fique chateada. Então, temos que buscar alternativas de lazer”.

Outro local bastante procurado nesta época do ano é o jardim zoológico, que fica dentro do Parque Iguaçu. No local, as crianças ficam em contato com a natureza, aprendem e se divertem tirando fotos dos bichos. Na última quarta-feira, passeava pelo zoo o casal Juliana e Hercules Molasco, que vive em São Paulo, mas passa férias na capital paranaense.

Eles estavam acompanhados dos dois filhos, Mateus (9 anos) e Davi (1 ano e 7 meses), e do sobrinho Bruno (6). “Uma coisa que estamos gostando muito em Curitiba: os parques públicos são gratuitos. Em São Paulo, a entrada no zoológico custa R$ 15, e ainda tem o estacionamento, que sai por R$ 10. As crianças estão se divertindo muito aqui no zoo (da capital paranaense). Elas leem as placas informativas sobre os bichos, se divertem e aprendem bastante. Contato com a natureza é a melhor coisa para elas”, comentou Hercules. (CV)

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *