Dando asas à informação

Tianducheng: a réplica de Paris na China

“Made in China” acaba de ganhar um novo sentido: parece que imitar objetos se tornou muito “mainstream” para os chineses, e eles partiram para um novo nível de réplica – cidades inteiras, das mais bonitas e famosas do mundo.

Tome como exemplo o condomínio fechado de Tianducheng, que possui a sua própria Torre Eiffel (com 108 metros, contra 324 da original), Arco do Triunfo e moradias de estilo europeu.

Localizado perto de Hangzhou, capital da província costeira de Zhejiang, a comunidade construída pela empresa imobiliária Zhejiang Guangsha em 2007 é um conjunto habitacional destinado a atrair os ricos da China.

Seus desenvolvedores aparentemente queriam oferecer aos chineses uma chance de desfrutar da cultura francesa sem precisar se descolar quilômetros.

Cinco anos de construção meticulosa e paisagismo resultaram na comunidade de 19 quilômetros quadrados, que abriga até 10.000 pessoas confortavelmente (em 2007, o número de moradores era de 2.000).

Os visitantes de Tianducheng podem se sentar nos degraus de sua própria Bassin de Latone, uma imitação bem feita da famosa fonte localizada nos jardins do Palácio de Versalhes.

Além da sensação turística óbvia, a comunidade também oferece escola, clube de campo e hospital, entre outras instalações. A ideia de criar o condomínio veio do fato de que os chineses tendem a passar suas luas de mel em Paris, e também que grifes e vinhos franceses são símbolos de status populares nas grandes cidades chinesas.

Outras imitações

Thames Town, localizada nas proximidades e inaugurada em 2006, é uma imitação de Londres, com casas de terraço estilo georgiano e/ou vitoriano. A cidade causou um alvoroço quando o inglês Gail Caddy a acusou de replicar Lyme Regis, seu pub na Inglaterra.

Cidades de inspiração italiana e alemã também existem na China, aparentemente. Há ainda um boato de que uma empresa chinesa estava planejando recriar Dorchester, a aldeia que inspirou o romancista Thomas Hardy.

Não muito tempo atrás, uma réplica de uma cidade inteira austríaca foi revelada na província de Guangdong. O projeto bilionário permite que as pessoas explorem cópias exatas da arquitetura e ruas de Hallstatt, um Patrimônio Mundial da UNESCO. É tão idêntica que é difícil diferenciar original de imitação através de fotos.

Muita controvérsia cercou esse projeto, quando seus desenvolvedores não se preocuparam em informar os moradores de Hallstatt do “status” da cidade. De acordo com a proprietária de um hotel, Monika Wenger, “eles deveriam ter pedido aos proprietários de hotel e outros edifícios se estávamos de acordo com a ideia de reconstruir Hallstatt na China, e eles não fizeram isso”.

Não sei o intuito dos chineses em recriar cidades europeias, mas, aparentemente, a principal razão por trás da construção de Tianducheng, onde só os ricos podem bancar viver, é promover o crescimento do PIB do país. Por enquanto, a cidade só é popular como um pano de fundo para fotos de casais recém-casados.[OddityCentral]

Um comentário

  1. A china copia tudo cara aeuhuaehiuaehieahiae

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *