Dando asas à informação

Você pode sofrer queimaduras do sol através da janela do carro?

Na beira-mar, todo mundo passa filtro solar. Mas e quando está dirigindo, você também o aplica? Se não, é hora de mudar seus conceitos.

A maioria dos fabricantes de automóveis instalam parabrisas laminados que filtram a luz ultravioleta. O vidro de trás e das janelas laterais são normalmente feitos de vidros não-laminados que filtram os raios UVB, a principal causa de queimadura e vermelhidão na pele – mas deixam passar os raios UVA, que penetram mais profundamente na pele e também causam danos.

Por isso, a próxima vez que você tiver de andar de carro – e não apenas como motorista – talvez seja uma boa ideia relembrar os momentos agradáveis de verão e usar filtro solar.

Em um estudo publicado no ano passado no jornal da Academia Americana de Dermatologia, pesquisadores da Faculdade de Medicina da Universidade de St Louis (EUA) examinaram os registros e as histórias de mais de mil pacientes com câncer de pele encaminhados a uma clínica local.

Eles descobriram que pessoas que passaram mais tempo dirigindo por semana foram mais propensos a desenvolver câncer de pele no braço esquerdo ou na parte esquerda do rosto – o lado mais expostos à luz solar durante a condução. Em pacientes com melanoma maligno, a forma mais letal de câncer de pele, 74% dos tumores foram encontrados do lado esquerdo, em comparação com 26% no direito.

Em janeiro, outro grupo de pesquisadores publicou um estudo semelhante, mas muito maior, no mesmo periódico, utilizando dados de milhares de pacientes com câncer de pele coletados pelo Instituto Nacional do Câncer. Eles encontraram a “propensão muito mais por câncer de pele no lado esquerdo mesmo”.

Ainda percebeu-se que a ligação era mais forte nos homens, sugerindo que as mulheres tomam as devidas precauções, como usar protetor solar, ou ainda que “a exposição ao sol das mulheres é mais igualmente distribuída por, possivelmente, variar mais entre o banco do motorista e do passageiro do que os homens”.

Em suma, queimaduras solares são improváveis em um veículo fechado, mas os raios UVA penetram profundamente na pele e pode causar danos ainda mais nocivos a longo prazo. [NYTimesHealth]

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *