Dando asas à informação

Voluntários formam barreira humana para ajudar filhotes de tartarugas a chegar no oceano

Uma vez que as tartarugas marinhas atingem uma certa idade, a vida é muito legal. Elas surfam as correntes oceânicas, brincando em torno dos recifes de coral à procura de águas-vivas, admirando as cores. Se estão se sentindo antissociais, podem se esconder dentro de seus cascos fortes e camuflados e fingir serem rochas.

Infelizmente, apenas uma em mil tartarugas consegue tal vida, por causa da sequência angustiante de eventos com que são confrontadas desde o nascimento.

Quando você é um pequeno filhote de tartaruga-cabeçuda, uma série de perigos esperam por você ao eclodir de seu ovo. Sozinho, sem mãe, você precisa primeiro cavar seu caminho até a superfície da areia, onde você verifica a luz para determinar se é noite ou dia. Então, geralmente quando está escuro, você começa sua louca corrida para o oceano, através do pior caminho com obstáculos já construído.

human-wall-guides-sea-turtle-hatchlings-to-sea-2

Predadores, luzes confusas nas proximidades e até mesmo sua própria fraqueza podem atrapalhar sua missão para alcançar as águas prometidas. Esquivando-se de algas e caranguejos enquanto evitam serem comidas e atacadas por pássaros, guaxinins e gatos que procuram uma refeição fácil, as tartarugas têm a sorte grande se chegarem ao mar, onde nadam tão rápido quanto possível lutando contra ondas e a maré para chegar ao oceano.

É por isso que os voluntários da ilha caribenha Bonair aceitaram ser os “escudos” protetores desses animaizinhos encantadores, a fim de chegassem com vida ao seu destino final. Depois disso, a tartaruga não terá vida fácil por alguns bons anos, mas concluir esse primeiro passo é certamente importante.

No dia da eclosão dos ovos botados na ilha, uma parede humana foi formada para ajudar os filhotes a chegar ao mar. Em troca, os voluntários puderam testemunhar esse verdadeiro milagre da natureza, que pode ser muito raro, já que a tartaruga-cabeçuda é considerada uma espécie em extinção – daí a importância de assegurar que pelo menos alguns indivíduos tivessem a chance de começar sua vida. Lindo, né? [BoredPanda]

human-wall-guides-sea-turtle-hatchlings-to-sea-11

human-wall-guides-sea-turtle-hatchlings-to-sea-3

human-wall-guides-sea-turtle-hatchlings-to-sea-6

human-wall-guides-sea-turtle-hatchlings-to-sea-7

human-wall-guides-sea-turtle-hatchlings-to-sea-8

human-wall-guides-sea-turtle-hatchlings-to-sea-10

Comente

Your email address will not be published. Required fields are marked *